Polí­tica

Foto: Divulgação

O senador Ataídes Oliveira (PSDB/TO) vai cobrar do ministro das Minas e Energia, Eduardo Braga, o incentivo à industrialização de placas de energia fotovoltaica no Brasil. “Só assim vamos poder baratear a produção e tornar a energia solar mais acessível à população”, declarou o senador, ao apoiar a realização de uma audiência pública com o ministro Eduardo Braga sobre a geração de energia solar no Brasil. A audiência, aprovada nessa terça-feira (05), será realizada na Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor, Fiscalização e Controle (CMA) do Senado, da qual o senador é vice-presidente.

“A construção do desenvolvimento sustentável passa, necessariamente, pelo incentivo a fontes alternativas de energia, como a energia solar, até porque vivemos uma situação de crise hídrica e energética e apagões não têm sido pontuais, mas continuados”, argumentou Ataídes, que já conseguiu aprovar no Senado um projeto que isenta equipamentos de geração de energia solar de impostos sobre importação. O PLS 317/2013 está agora sendo analisado na Câmara dos Deputados.

Matéria-prima

Ataídes chamou atenção para as condições favoráveis de geração de energia fotovoltaica no Brasil. “Temos matéria-prima em abundância. Não apenas Sol, mas também o silício, a partir do qual são fabricadas as células de energia fotovoltaica. O que não temos ainda é tecnologia para produzir e industrializar placas solares, que chegam com preço muito elevado do exterior. É isso que vamos conversar com o ministro Braga”, concluiu o senador do Tocantins.