Polí­tica

Foto: Divulgação

Após polêmica na rede social na qual o prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PP) fez várias críticas o presidente do PV, Marcelo Lelis ingressou na justiça com uma ação contra o gestor.

O prefeito se referiu indiretamente a Lelis com várias palavras e chegou a chama-lo de ladrão. Na nota Lelis lembra alguns comportamentos políticos do prefeito e lamenta as difamações na rede social. “O povo tocantinense amadureceu e não aceita mais o autoritarismo e o desrespeito. Também não vou aceitar o desrespeito por parte do atual prefeito. Levarei as calúnias e difamações do prefeito contra mim à Justiça, pedindo punição exemplar contra seus atos. Sou cidadão, pai de família e sei de minhas obrigações e deveres na sociedade. Sei respeitar e exijo respeito”, disse.

Lelis disse ainda que não vai se intimidar. “As atitudes destemperadas do prefeito não vão me intimidar. Continuarei agindo em defesa do povo de Palmas e do Tocantins. Esse é meu compromisso como cidadão e como presidente do Partido Verde no Estado”, disse.

Veja a íntegra da nota do presidente do PV sobre o episódio:

Nota – Marcelo Lelis – presidente estadual do Partido Verde

Venho falar ao povo tocantinense para responder, mais uma vez, aos ataques desrespeitosos e destemperados do atual prefeito de Palmas, Carlos Amastha, feitos na noite desta terça-feira (06), quando usou das mais baixas palavras para me agredir e desrespeitar com mensagens difamatórias numa rede social. Infelizmente já tem sido comum o prefeito ter esse tipo de atitude – reforço – destemperada nas redes sociais.

O senhor prefeito ainda não percebeu que o tocantinense é um povo ordeiro, que tem em sua essência o respeito e o espírito democrático no debate de ideias e de posições. Mas mesmo sendo de paz, o povo tocantinense é forte, não admite e não se curva a ataques desvairados como o que vimos na noite desta terça-feira (05) por parte do atual prefeito de Palmas. Sou tocantinense de corpo, alma e coração. Amo essa terra e vivi aqui a maior parte da minha vida e como palmense e tocantinense também não admito esse tipo de desrespeito.

A cada dia o senhor Carlos Amastha mostra seu verdadeiro caráter. Vimos quem é Amastha na eleição passada quando era de sua conveniência o atual prefeito atacava publicamente de forma vil e sorrateira o governador Marcelo Miranda, a primeira-dama e deputada federal Dulce Miranda, e sua família. Todo o povo tocantinense acompanhou os ataques do senhor Carlos Amastha contra o governador e sua família, pois foram públicos, a maioria feitos nas redes sociais.

Mas esse comportamento desrespeitoso de Amastha é recorrente. Recentemente a Justiça de Santa Catarina condenou Amastha por danos morais contra Odilon Furtado Filho e determinou a penhora de seus salários como prefeito de Palmas como pagamento da indenização. Amastha recorreu, mas o desembargador Cláudio Valdyr Helfenstein não atendeu ao recurso.

Vimos o verdadeiro Amastha na desocupação dos prédios nas quadras 1.304 e 1.306, colocando famílias inteiras na rua sem qualquer auxílio. Vimos o verdadeiro Amastha quando uma de suas primeiras ações foi o aumento de impostos na Capital, colocando a população e a classe empresarial em dificuldades. Vimos o verdadeiro Amastha na demolição truculenta da Igreja João Paulo II, na quadra 1.306, sem sequer comunicar a Igreja Católica ou os moradores da quadra. Vimos o verdadeiro Amastha quando ignorou a posição dos comerciantes da Avenida JK na cobrança do estacionamento rotativo, trocando a função de gestor, se tornando um mero cobrador de impostos. Vimos o verdadeiro Amastha em suas demonstrações antidemocráticas, desrespeitando vereadores, políticos ou quem quer que se posicione contrário às ações realizadas pela prefeitura. Um político de verdade respeita as opiniões opostos, tem discernimento de analisa-las e maturidade para reconhecer seus erros. Infelizmente não temos um prefeito com esse grau de maturidade e de espírito democrático.

Apenas ditadores não conseguem conviver com a oposição de ideias e de ações. O povo tocantinense amadureceu e não aceita mais o autoritarismo e o desrespeito. Também não vou aceitar o desrespeito por parte do atual prefeito. Levarei as calúnias e difamações do prefeito contra mim à Justiça, pedindo punição exemplar contra seus atos. Sou cidadão, pai de família e sei de minhas obrigações e deveres na sociedade. Sei respeitar e exijo respeito.

As atitudes destemperadas do prefeito não vão me intimidar. Continuarei agindo em defesa do povo de Palmas e do Tocantins. Esse é meu compromisso como cidadão e como presidente do Partido Verde no Estado.

 Marcelo Lelis

Presidente do PV do Tocantins

Por: Redação

Tags: Carlos Amastha, Marcelo Lelis