Economia

Foto: Divulgação

Através de termo de cooperação técnica assinado nesta quarta-feira, 6 de maio, instituições que trabalham com o meio rural ajudarão a melhorar a comercialização do pescado produzido no Tocantins. O foco do projeto é os agricultores familiares que deverão participar do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). O termo foi assinado durante a Agrotins 2015, a Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins, que acontece até o próximo sábado, 9, na capital Palmas.

De acordo com Jalbas Manduca, superintendente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) no Tocantins, "cada instituição trabalhou na sua área de competência. E, com isso, nós estamos logrando êxito assinando o primeiro projeto, que não foi fácil".

A Colônia de Pescadores de Brejinho de Nazaré, cidade que fica na região Centro-Sul do estado, será a primeira beneficiada. Jalbas explica que um frigorífico "vai buscar o pescado nas condições sanitárias exigidas pelo Ministério da Agricultura, leva pra indústria, processa, congela em saquinhos de 3 kg e depois o Sesc / Mesa Brasil busca esse produto", distribuindo-o para entidades atendidas pelo programa.

O presidente da colônia, que conta com 42 pescadores, é Vanaldo Bispo dos Santos. Ele entende que, com o projeto em execução, "vai melhorar muito o plano de trabalho de cada pescador, vai dar muito desempenho pra cada pescador, muita garra pra cada um correr mais, porque sabe pra quem entregar".

De acordo com Alexandre Aires de Freitas, chefe-adjunto de Transferência de Tecnologia da Embrapa Pesca e Aquicultura (Palmas-TO), um potencial uso da carne mecanicamente separada (CMS) gerada é em alimentação escolar. Outro ponto é que o que está sendo colocado em prática com o pescado pode ser feito com outras cadeias produtivas, como a da mandioca e a do feijão.

"A Embrapa entra com a questão da inovação. Vou pegar o conhecimento técnico-científico, trazer para o contexto em que vou promover o desenvolvimento. Eu estou desenvolvendo a cadeia produtiva, estou desenvolvendo a comunidade, estou possibilitando renda", explica.

Licenciamento de cultivar de soja 

E nesta quinta, 7 de maio, acontece à tarde, no estande do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) na Agrotins 2015, assinatura de contrato de autorização para multiplicação de sementes da BRS Sambaíba RR. O escritório da Embrapa Produtos e Mercado localizado em Imperatriz-MA está à frente do negócio.

A semente é fruto do melhoramento genético da Embrapa e será comercializada no segundo semestre deste ano pela empresa Agroindustrial de Cereais Verdes Campos, que fica em Formoso do Araguaia, no Sul tocantinense. A produção estimada é de 840 toneladas da cultivar.