Campo

Foto: Luciano Ribeiro

Centenas de pessoas, entre pesquisadores, técnicos, produtores rurais e estudantes de diversas instituições ligadas ao setor do agronegócio, lotaram o auditório do Pavilhão Central da Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins (Agrotins Brasil 2015), na sexta-feira, 8, para acompanharem à palestra sobre a utilização do drone (ou VANT - Veículo Aéreo Não Tripulado) que aliados a softwares, desenvolvidos por pesquisadores são utilizados para auxiliar na agricultura de precisão.

Segundo o engenheiro agrônomo e organizador da palestra da Secretaria de Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro), Genebaldo Queiróz há um grande interesse do público neste assunto. “Isso demonstra que os agricultores tocantinenses e técnicos estão atentos às novas tecnologias e seus usos no campo como ferramentas para melhorar a produtividade das culturas que impactam positivamente na qualidade de vida dos produtores, trabalhadores e sociedade”.

De acordo com o palestrante e pesquisador da Embrapa Instrumentação, Lúcio André de Castro Jorge o mais importante são os softwares. “Aliados ao drone, os sowfters são ferramentas fundamentais para organizar o manejo e a produção das culturas. Pois fornecem imagens de alta precisão, identificando detalhes e disponibilizando informações como: progressão do plantio, falhas na plantação, falta ou excesso de água, presença de ervas daninhas, surgimento de pragas e presença de doenças,” informou.

O produtor rural do município de Divinópolis, Cristian Sudbarck, disse que a palestra foi bastante esclarecedora, sanando todas suas dúvidas e que pretende utilizar a tecnologia com reflorestamento para mapear as áreas cultivadas. Após a palestra houve uma demonstração prática. 

Software de mapeamento

Os programas de software são direcionados para agricultura de precisão e armazenam dados geográficos digitais que podem ser analisados e mostrados de diferentes maneiras. Os pacotes de softwares estão disponíveis em uma gama de capacidades e custos e apresentam amostragens gráficas.

A tecnologia já é utilizada em outros estados para dimensionar dados gerais das diversas culturas no campo, mas essa é a primeira vez que é apresentada na Agrotins. As informações geradas também fornecem dados para mensurar a economia, lucro e rendimento da produção das lavouras no campo.

Realização

A Agrotins Brasil 2015 teve início na terça-feira, 5,  e se encerra amanhã, 9, no Centro Agrotecnológico de Palmas. A feira é promovida pelo Governo do Estado do Tocantins, por meio da Seagro e vinculadas, Agência da Defesa Agropecuária (Adapec), Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), Instituto de Terras do Tocantins (Itertins) e apoio de instituições financeiras e entidades de classe ligadas ao setor produtivo.