Polí­tica

Foto: Divulgação

Foi dada a largada para as movimentações intensas em prol das eleições do próximo ano na capital. O grupo que é contra a atual gestão se movimenta e começa até a dialogar. Como o Conexão Tocantins informou em primeira mão, o ex-prefeito Raul Filho reuniu centenas de aliados na noite de ontem para confirmar a ida para o PR.

Além de Raul que pretende tentar construir uma candidatura o ex-deputado estadual Sargento Aragão é outro que também já definiu a legenda. Aragão vai se filiar ao PEN no dia 18 de junho, como confirmou em entrevista ao Conexão Tocantins nesta quinta-feira, 4. “ Dia 18 vai ter Congresso do PEN e devo me filiar lá”, disse. O ex-deputado vai ainda assumir o comando da legenda no Estado e uma das condições é que ele seja o pré-candidato da legenda à prefeitura.

Além de Raul e Aragão outros dois nomes da oposição também se movimentam visando 2016: o deputado Wanderlei Barbosa, opositor ferrenho à prefeitura e ainda o ex-deputado estadual e presidente do PV, Marcelo Lelis. Esses políticos com intenção de disputar a prefeitura já estão dialogando para tentar formar um grupo que possa definir um candidato para o pleito do próximo ano.

“Se for possível é bom. Cada partido tem desejo de lançar seu candidato. Meu interesse é tentar buscar esse grupo”, disse Aragão. O ex-deputado contou que o primeiro ponto levado em consideração é a discordância da atual gestão do prefeito Carlos Amastha (PSB).  “A gestão está ruim, está péssima. Em algumas áreas estamos vendo que a segurança está 10 vezes pior do que em 2012. Será que a prefeitura não tem culpa nisso?! Segurança é responsabilidade de todos”, disse ao lembrar o projeto de sua autoria, Guarda Quarteirão que não foi implantado.

Favoritismo

Se por um lado os ícones da oposição começam a se articular do outro a base do prefeito Carlos Amastha também. Em entrevista ao Conexão Tocantins o líder do prefeito na Câmara, vereador José do Lago Folha disse que a aprovação da gestão do prefeito pode ser percebida claramente. “ Percebe-se claramente a aprovação da população aprovando a gestão dele”, disse.

Folha contou ainda que Amastha faz uma gestão diferente. “ Ele deu outra cara, outro sentido a Palmas”, frisou. Sobre as movimentações políticas Folha adiantou que ainda esta semana o grupo político deve anunciar novidades com relação à adesão de novos partidos para a gestão municipal. “Vem vindo mais partido aí para participar da nossa coalizão”, disse.

O prefeito tem apostado na popularidade e neste mês de aniversário entregou várias obras, por outro lado, tem enfrentado várias críticas e questionamentos dos adversários tanto na Câmara como principalmente na Assembleia Legislativa. Amastha tem o apoio de partidos como o PT e PSDB e trabalha para adesão do PSD de Irajá Abreu.

Fator PMDB

Nas movimentações para o pleito do próximo ano ainda faltam muitas respostas. O apoio do PMDB, por exemplo, será determinante. Atualmente a legenda tem à frente o ex-vice-prefeito Derval de Paiva que já compôs com Raul na última gestão além disso o deputado federal Carlos Gaguim vem se movimentando e chegou até a dizer que dependendo do cenário não descarta a possibilidade de tentar construir uma candidatura.

Com relação a candidaturas há ainda a indefinição com relação á situação de Lelis que tenta derrubar decisão que o deixou inelegível.