Estado

Foto: Divulgação

A Secretaria da Micro e Pequena Empresa da Presidência da República (SMPE) escolheu o Tocantins para implantar o projeto piloto do Sistema Integrar, um software que efetivará o funcionamento da Rede Nacional Para a Simplificação do Registro e Legalização de Empresas e Negócios (Redesim), no Tocantins. Uma equipe da SMPE virá ao Estado ainda no mês de junho para realizar a implantação do sistema.

O presidente da Junta Comercial do Estado do Tocantins (Jucetins), Carlos Alberto de Moraes, esteve em Brasília na tarde da terça-feira, 2, buscando alternativas para que a Redesim fosse efetivada no Estado. A equipe da SMPE informou que a difusão do Sistema Integrar em todo o Brasil está sendo tratada como prioridade do órgão. Com a disponibilidade oferecida pelo Governo do Tocantins, o Estado será o primeiro a ter o programa totalmente instalado. 

A Redesim, é um sistema que integra todos os processos dos órgãos responsáveis pelo registro, inscrição, alteração e baixa das empresas, por meio de uma única entrada de dados e de documentos. Nesse modelo de processo a abertura, fechamento, alteração e legalização de empresas passa a ser feita de forma simplificada e com redução de burocracia. Com a Redesim funcionando, o tempo médio para abertura de uma empresa que tradicionalmente leva cerca de 100 dias, pode cair para até 48 horas.  

Diversas Unidades da Federação já têm a Redesim implantada, porém a partir da utilização de softwares privados, que acarretam custos aos Estados. O objetivo da SNPE é que todo o Brasil passe a usar o Sistema Integrar, unificando as Juntas Comerciais do País. Dados apurados pela Jucetins apontam que em estados onde a Redesim está funcionando, a facilidade para abertura de novos negócios aumentou a arrecadação de impostos em até 20%. 

“Incentivar e facilitar a abertura de novos negócios terá impacto imediato na nossa arrecadação. Isso é fundamental para o momento de superação de crise econômica que o Tocantins está vivendo”, destacou o presidente da Jucetins, Carlos Alberto de Moraes. Em 2014 foi registrada a abertura de 14.230 empresas no Tocantins. Até o mês de maio de 2015, foram 6.583 registros, sendo os Empreendedores Individuais a categoria de empresários que mais cresce. (Secom-TO)

Por: Redação

Tags: Carlos Alberto de Moraes, RedeSim