Cursos & Concursos

Foto: Divulgação

Vários aprovados do Concurso da Polícia Civil realizado pelo governo do Estado na gestão anterior aguardam encaminhamento do certame e o cronograma para o curso de formação que ainda não foi divulgado. O governo passado deixou uma dívida de mais de R$ 1 milhão com à Fundação Aroeira, responsável pelo certame.

O custo da bolsa dos aprovados e o curso de formação seria em torno de R$ 9 milhões para andamento do processo seletivo.

Procurada pelo Conexão Tocantins a Secretaria da Segurança Pública (SSP) reiterou o interesse no andamento do certame, com a realização dos respectivos cursos de formação profissional e posterior nomeação e posse dos aprovados. Entretanto ponderou que tal providência está a depender do prévio equilíbrio econômico-financeiro pelo qual passa o Estado do Tocantins nesse início de gestão. 

O edital do concurso foi publicado em fevereiro do ano passado e as provas aconteceram em junho de 2014. Foram oferecidas 515 vagas para os cargos de delegado, agente, escrivão, papiloscopista, agente de necrotomia, médico legista e perito criminal. Mais de 16 mil candidatos fizeram as provas da primeira fase.

No dia 18 de dezembro de 2014, a empresa responsável pelo certame, Fundação Aroeira, publicou uma lista com os nomes dos aprovados para a segunda fase, mas não divulgou o cronograma para o início do curso de formação.