Polí­cia

Foto: Divulgação

A Polícia Rodoviária Federal, na tarde desta quarta-feira, 17, por volta das 13h, no km 329 da BR 153, em Guaraí/TO durante fiscalização a um micro-ônibus de linha regular, que fazia o trajeto Palmas/Araguaína, apreendeu 50,915 kgs (cinquenta quilos e novecentos e quinze gramas) de maconha.

A droga, composta por 41 tabletes foi localizada em duas malas e parte na bagagem de mão de uma passageira (E. J. S. S., de 26 anos), estudante do ensino médio. Questionada sobre a origem do entorpecente, a estudante informou que saiu de Araguaína/TO para passar 10 dias com uma amiga em Planaltina/DF, quando recebeu o convite de outra mulher para fazer o transporte do entorpecente até a cidade de Araguaína. Pelo transporte receberia como pagamento a quantidade de 03 tabletes de maconha. Disse ainda aos agentes da PRF que embarcou em um ônibus em Brasília com destino a Palmas, passando pela BR 010, via Arraias e Porto Nacional, quando reembarcou em uma van com destino a cidade de Araguaína, onde reside.

Na unidade da PRF, em Guaraí, foi lavrado um Boletim de Ocorrências Policiais – BOP, onde a passageira foi enquadrada por tráfico de drogas (Artigo 33 da Lei 11.343/06). Em seguida a ocorrência foi apresentada à Central de Flagrantes da Polícia Civil em Guaraí/TO.

Em uma semana a PRF/TO já retirou de circulação 106, 715kgs de entorpecentes (foram 90,365 kgs de maconha, 16,200 kgs de pasta base de cocaína e 150 gramas de crack). O prejuízo para o narcotráfico é de aproximadamente R$ 700 mil, uma vez que o grama de maconha, chega a ser comercializado por R$ 5,00. Já a pasta base, após o processo de refinamento, onde cada quilo se transforma em até 10 quilos de cocaína, é comercializada, de acordo com as pessoas presas transportando esse tipo de produto, por valores superiores a R$ 15mil.