Saúde

Foto: Frederick Borges ovanyr Alves, assessora da Área da Hanseníase, informa que para facilitar a identificação de casos novos da doença serão entregues na escola fichas de autoimagem ovanyr Alves, assessora da Área da Hanseníase, informa que para facilitar a identificação de casos novos da doença serão entregues na escola fichas de autoimagem

Para ampliar o diagnóstico de doenças transmissíveis comuns, o Governo do Tocantins realiza nessa quarta-feira, 22, o lançamento da Campanha Nacional de Hanseníase, Verminoses e Tracoma. O evento, que acontece no auditório do Palácio Araguaia, a partir das 8 horas,  é organizado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), em parceria com a Secretaria de Estado da Educação (Seduc), e vai contar com a participação das 77 prefeituras tocantinenses que já aderiram à campanha, que tem como público-alvo crianças com faixa etária entre cinco e 14 anos. 

“A meta da campanha nacional é ampliar o diagnóstico de doenças que demandam ações estratégicas para controle ou eliminação como problema de saúde pública”, explica o secretário estadual de Saúde, Samuel Bonilha. No entanto, além da hanseníase, das verminoses e do tracoma, o Tocantins decidiu incorporar à campanha estratégias de prevenção e diagnóstico contra a

Tuberculose.

No Tocantins, 623 escolas da rede pública vão receber ações da campanha, que irão atingir, no total, 143.399 alunos entre cinco e 14 anos. Somente em Palmas, 63 escolas receberão ações e 30.865 alunos serão incluídos nas atividades de prevenção, diagnóstico e controle das doenças.

Entre as estratégias adotadas na campanha estão atividades de orientação aos professores e estudantes sobre as doenças e mobilização da comunidade e exames realizados.

Hanseníase

Como a hanseníase é uma doença cuja transmissão acontece pelas vias aéreas e pelo contato físico frequente com um portador da doença, para facilitar a identificação de casos novos serão entregues na escola fichas de autoimagem, para que pais ou responsáveis pelos alunos respondam em casa.

“As fichas passarão por triagem e as crianças identificadas com lesões suspeitas de hanseníase serão encaminhadas, junto com seus familiares, a uma unidade de saúde para confirmação ou exclusão do diagnóstico e tratamento”, explica Jovanyr Alves, assessora da Área Estadual de Assessoramento da Hanseníase. Somente em 2014, 1.019 casos novos de hanseníase foram diagnosticados no Tocantins. Com relação ao ano de 2015, de janeiro a junho, foram notificados 385 casos novos de hanseníase em todo o Estado.

Tracoma

O tracoma é uma doença ocular causada por uma bactéria e que ocorre, especialmente, entre crianças. Os principais sintomas são pálpebra com a margem virada para dentro do olho e cílios invertidos tocando os olhos. As lesões oculares causadas por este atrito, se não tratadas, podem levar à cegueira.

“Para facilitar o diagnóstico do tracoma, serão realizados exames oculares nas escolas. Os casos positivos serão encaminhados, assim como seus contatos familiares mais próximos, para o tratamento”, explica a enfermeira da Área Técnica Estadual do Tracoma, Maria da Penha Epaminondas. Segundo a enfermeira, atualmente 46 municípios aderiram à campanha específica de controle do tracoma.

No Tocantins, os cinco municípios com maior taxa de prevalência de tracoma em escolares no ano de 2014 foram Miranorte (41,10), São Sebastião do Tocantins (20,16), Buriti do Tocantins (14,91), Natividade (14,68) e Xambioá (13,34).

Verminoses

Com relação às verminoses, estas são doenças parasitárias intestinais que prejudicam, especialmente, o desenvolvimento físico e mental. Entre os sinais e sintomas mais comuns estão a diarreia, dores abdominais e perda de peso.

A fisioterapeuta da Área Estadual de Doenças de Veiculação Alimentar e Hídrica, Solange Aparecida Marçon, explica que a estratégia recomendada para o controle das verminoses é a administração de um comprimido de albendazol 400 mg em dose única, sob a supervisão das equipes locais de saúde.

Os benefícios do tratamento preventivo das verminoses estão relacionados ao aspecto nutricional, ao crescimento, ao desempenho cognitivo, ao impacto social, econômico e ambiental, acrescenta a fisioterapeuta.

Tuberculose

Para ampliação do diagnóstico de tuberculose, serão entregues aos alunos fichas para levantamento dos sintomas respiratórios de todos os membros da família. “As fichas serão monitoradas pelas escolas e unidades de saúde e para aqueles casos que apresentarem algum sinal suspeito serão realizadas buscas ativas pela família para uma avaliação mais detalhada e início do tratamento imediato, se for o caso”, acrescenta a Myria Adati, assessora Técnica da Tuberculose.

Somente no ano de 2013, foram diagnosticados 189 casos novos de tuberculose. Em 2014, foram 174, enquanto que de janeiro ao início de julho deste ano foram 88 casos novos.

Adesão

Pensando em trabalhar cenários endêmicos, foram selecionados pelo Ministério da Saúde 74 municípios por serem considerados prioritários para a campanha. No entanto, outros três municípios manifestaram interesse em aderir mesmo sem o compromisso de receber incentivos financeiros para desenvolver as ações.

Os municípios que aderiram à campanha são Aliança do Tocantins, Almas, Alvorada, Ananás, Angico, Aparecida do Rio Negro, Aragominas, Araguaína, Araguanã, Araguanã, Arraias, Augustinópolis, Axixá do Tocantins, Axixá do Tocantins, Bom Jesus do Tocantins, Buriti do Tocantins, Cachoeirinha, Cariri do Tocantins, Carrasco Bonito, Centenário, Colinas do Tocantins, Conceição do Tocantins, Couto de Magalhães, Crixás do Tocantins, Divinópolis do Tocantins, Esperantina, Formoso do Araguaia, Goiatins, Guaraí, Gurupi, Itacajá, Itaguatins, Itaguatins, Juarina, Lagoa da Confusão, Lajeado, Lavandeira, Luzinópolis, Maurilândia do Tocantins, Miracema do Tocantins, Miranorte, Monte do Carmo, Novo Alegre, Oliveira de Fátima, Palmas, Palmeirante, Palmeirópolis, Paraíso do Tocantins, Paraíso do Tocantins, Paraíso do Tocantins, Pedro Afonso, Peixe, Pequizeiro, Porto Nacional, Praia Norte, Presidente Kennedy, Recursolândia, Riachinho, Rio da Conceição, Sampaio, Sandolândia, Santa Fé do Araguaia, Santa Maria do Tocantins, Santa Rosa do Tocantins, São Miguel do Tocantins, São Salvador do Tocantins, São Sebastião do Tocantins, Silvanópolis, Sítio Novo do Tocantins, Sucupira, Taipas do Tocantins, Talismã, Tocantínia, Tocantinópolis, Tupirama, Tupiratins e Xambioá.

Confira a programação do lançamento da campanha:

8h – Abertura

8h30 - Apresentação da Área de Assessoramento da Hanseníase

9 h - Apresentação da Área de Assessoramento das Doenças de Veiculação Hídrica e Alimentar/Geo-helmintíase

9h30 - Apresentação da Área de Assessoramento da Tuberculose

10h-Coffee-Break

10h20- Apresentação da Área Técnica da Atenção Primária

10h40 - Apresentação da Área de Assessoramento do Tracoma

11 h - Distribuição de Material Disponibilizado pelo Ministério da Saúde

12 h  - Encerramento