Estado

Foto: Divulgação O encontro está agendado para quinta-feira na Sala Suprema do Palácio do Planalto. O encontro está agendado para quinta-feira na Sala Suprema do Palácio do Planalto.

Com foco na discussão de temas como governabilidade, responsabilidade fiscal e colaboração federativa, o governador Marcelo Miranda deve participar da reunião de governadores com a presidente Dilma Rousseff. O encontro está agendado para essa quinta-feira, 30, às 16 horas, na Sala Suprema, no Palácio do Planalto.

A principal proposta da reunião, que tem como convidados os governadores dos 27 estados brasileiros, é selar um pacto de governabilidade, em que os governadores serão orientados a mobilizar deputados e senadores das suas respectivas bases a aprovarem a reforma do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

Entre as propostas para a reforma do ICMS, apresentada em forma de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), no início do mês, está a unificação da legislação, que passaria a ser regida por lei única nacional. Também está prevista a criação de um Fundo de Equalização de Receitas (FER) para compensar eventuais perdas de receita do ICMS por parte dos estados. 

A expectativa do governo federal é que a simplificação da legislação tributária proporcione maior racionalidade econômica, reduzindo as obrigações acessórias das empresas com custos de apuração e recolhimento de impostos. Além disso, a cobrança do ICMS no Estado de destino da mercadoria deverá eliminar a “guerra fiscal”.

O pacto de governabilidade é visto de maneira positiva pelo governador Marcelo Miranda, como uma forma de solidariedade ao Governo, em um momento em que os estados e municípios brasileiros já estão sendo penalizados pela atual crise. (Secom/TO)

Por: Redação

Tags: Dilma Rousseff, Marcelo Miranda