Campo

Foto: Divulgação

Uma equipe da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) com o apoio da Polícia Fazendária de Araguaína apreendeu em duas ações ocorridas na noite da última sexta-feira, 14, e outra na madrugada deste sábado, 15, um total de 154 bovinos por falta de documentação fiscal e sanitária. Na operação foram interceptados 3 caminhões e os condutores foram autuados e encaminhados à Delegacia de Polícia, para as devidas providências. Parte do rebanho foi reconduzida à origem e o restante ficou fiel depositário em Araguaína, até que os fatos sejam esclarecidos.

A primeira ação aconteceu na TO-222, quando uma carga de 49 animais entrava em uma propriedade rural. Os fiscais ao averiguar a Guia de Trânsito Animal (GTA) e a Nota Fiscal constataram que o destino era outra propriedade rural. Por essa razão, o gado foi redirecionado para o destino final. “Enquanto fazíamos esta ação fomos surpreendidos com a chegada de outro caminhão contendo nove bovinos, sem GTA e sem Nota Fiscal”, disse o inspetor agropecuário da Adapec, Marques Barbosa de Oliveira.

Ainda segundo o inspetor, o condutor do veículo dos 9 bovinos foi multado em R$ 42,56 por animal sem GTA, e conduzido pela Polícia Fazendária à Delegacia de Polícia para averiguações. Já o rebanho ficou na fazenda com o fiel depositário. Marques Barbosa explicou que durante o retorno à fazenda, na madrugada deste sábado, avistou pela estrada mais um caminhão com 96 bovinos com o destino incorreto. Neste caso, a origem dos animais era Barra do Corda-MA com destino a São Geraldo-PA, o condutor foi preso em flagrante pela Polícia e autuado em aproximadamente R$ 4 mil pela Adapec. “A Fazenda que estava recebendo os animais será investigada por suspeita de comercialização clandestina de animais”, explica o inspetor.