Campo

Foto: Luciano Ribeiro Pequenas áreas podem ser aproveitadas através do sistema de produção integrada Pequenas áreas podem ser aproveitadas através do sistema de produção integrada

Produtores, técnicos e estudantes das áreas agrícolas conheceram, através de um circuito de seis estações, a diversidade da produção agropecuária. As atividades fizeram parte da programação do Seminário Regional de Avicultura Caipira, realizado nessa quinta-feira, 20, no Centro Agrotecnólgico de Palmas. O evento é parte das ações do projeto Agosto Verde iniciado no começo deste mês, promovido pela Secretaria do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro), Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural (Seder), Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Na programação, os participantes foram divididos em três grupos, e conheceram o sistema de produção nas unidades demonstrativas: produção de leite no pastejo rotacionado; unidade de hortaliça, melancia e milho; unidade de frango caipira; sistema de produção Integração Lavoura Pecuária, e Unidade de produção de manivas de mandioca (Reniva).

Segundo o zootecnista do Ruraltins, Hélio Sousa estas alternativas de produção proporcionam ao produtor mais fontes de renda na sua propriedade. “Este espaço mostra o quanto o produtor pode aproveitar, produzindo em pequena área para gerar mais lucro nas suas atividades”, enfatizou.

Sustentabilidade

Na unidade da galinha caipira, os produtores conheceram o sistema de produção Projeto Agroecológico Sustentável (PAS), uma integração produtiva. No sistema produtivo na forma de mandala, o agricultor pode aproveitar os espaços para diversificar a produção. Numa área, de 2,5 mil metros quadrados podem cultivar hortaliças, criar 300 galinhas e 150 peixes no tanque escavado, localizado no centro da mandala. “É um empreendimento simples, de fácil manejo e apropriado para o pequeno produtor como uma alternativa de produção rentável e sustentável”, ressaltou o técnico em extensão rural, Valdivino Fraga.

O sistema de pastejo rotativo de criação do gado leiteiro é mais uma atividade que os produtores conheceram. O pastejo ensina o aproveitamento de espaço para rotação da pastagem para alcançar alta produtividade do gado leiteiro.

O produtor, Gideon Ribeiro Gonçalves, do Assentamento Macacaquinho, em Palmas, falou da experiência adquirida no evento para continuidade de suas atividades em sua propriedade. “Estas explicações de produção que estamos aprendendo são grandiosas, depois podemos colocar em prática para melhorar nossa renda”, explicou.