Polí­tica

Foto: Divulgação Carlesse foi transferido para cela especial no comando Carlesse foi transferido para cela especial no comando

O deputado estadual Mauro Carlesse (PTB) pode ser solto na próxima semana quando se encerram os 30 dias de sua prisão civil determinada pela justiça de São Paulo.

Após ficar por dias em seu gabinete na Assembleia Legislativa com várias regalias o parlamentar foi transferido na última sexta-feira, 21, para uma sala com aproximadamente nove metros quadrados, ar-condicionado, um frigobar e uma cama de solteiro, além de um banheiro sem chuveiro elétrico. A sala fica no Quartel do Comando Geral (QCG) da Polícia Militar (PM) na capital.  

Carlesse se recusa a pagar uma pensão de R$ 50 mil e um retroativo de R$ 300 mil para a esposa oficial Rosângela Carlesse. O caso segue em segredo de justiça. O parlamentar já ingressou com recurso porém ainda não há nenhum despacho com relação á causa.

Mesmo "preso" no gabinete na Assembleia Legislativa, tendo acesso às sessões legislativas por autorização da justiça, o deputado até presidiu na ausência do presidente Osíres Damaso (Democratas) na semana passada, o que gerou polêmica e críticas por parte de alguns setores da sociedade. Sobre o fato ele disse em nota “O povo deve ser representado apesar deste impasse de teor pessoal”, disse.