Cultura

Foto: Emerson Silva

A abertura da 7ª Festa da Colheita do Capim Dourado aconteceu nessa sexta-feira, 18, no povoado quilombola Mumbuca, no Jalapão, e atraiu visitantes de vários municípios do Tocantins, de outros estados e de outros países. O secretário da Cultura, Melck Aquino, esteve no evento representando o governador Marcelo Miranda.

A festa é uma realização da Associação dos Artesãos do Povoado Mumbuca, e este ano conta com apoio do Governo do Tocantins, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) e da Secretaria Estadual da Cultura (Secult), entre outros parceiros.

O secretário da Cultura destacou a preocupação da gestão com o fortalecimento da cultura tocantinense. "O governador sempre teve um olhar especial para a comunidade do Mumbuca e o apoio à Festa da Colheita foi uma determinação de primeira hora para que pudéssemos buscar parcerias para realizar eventos culturais e oficinas de capacitação”, afirmou.

O secretário também ressaltou a importância do artesanato para a valorização da identidade cultural tocantinense. “O que é mais brilhante é ver a beleza de um capim que reluz como ouro e que já conquistou o mundo por conta da beleza de mãos talentosas que o transformam".

Representante da comissão organizadora da festa da colheita, a artesã Ilana Cardoso diz que esse é um momento único para a comunidade. “O capim para a nossa comunidade é o que traz o pão para a nossa mesa e foi ele o responsável pelo empoderamento das mulheres, através do trabalho da Dona Miúda, que divulgou a história do capim dourado”, explica.

Após a abertura oficial, todos foram convidados para um jantar com comidas típicas e para prestigiar o Cine Mumbuca, com a exposição de fotos, vídeos e documentários. Manifestações culturais também marcaram a noite de abertura, com a apresentação do povo Xerente “Xakriabá/Raízes da Esperança” e a música do grupo de jovens da comunidade e dos artistas Toninho Borges, Dorivã e Núbia Dourado.

Festa da Colheita

A 7ª Festa da Colheita do Capim Dourado acontece tradicionalmente há 7 anos e busca fortalecer a cultura, as tradições e a economia local das comunidades da região do Jalapão. A festa segue até domingo, 20, quando tem início a colheita do capim dourado pelas comunidades tradicionais.