Saúde

Foto: Heitor Iglesias Campanha será lançada tendo em vista aumento da possível demanda com a realização dos Jogos Mundiais Indígenas Campanha será lançada tendo em vista aumento da possível demanda com a realização dos Jogos Mundiais Indígenas

Com o tema “Somos Todos Indígenas”, Palmas se prepara para receber a primeira edição dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas (JMPI) que acontece no próximo mês na Capital. Para a ocasião, são esperados aproximadamente 2.300 atletas de 46 delegações indígenas nacionais e internacionais.

Um evento desse porte atrai um fluxo muito grande de pessoas e participantes. Por isso a Coordenação Geral de Sangue e Hemoderivados/Ministério da Saúde (CGSH/MS) propõe e orienta a adoção de medidas que devem ser executadas pela Hemorrede do Tocantins para a manutenção dos estoques, visando aumento de até 20% no número de coletas, no período que antecede e durante o evento, percentual que representa uma média de 411 doadores.

Levando em consideração o que preconiza o Ministério da Saúde, a Hemorrede do Tocantins lança na próxima quinta-feira, 1º, a Campanha de Doação Voluntária de Sangue, com vistas a manter os estoques abastecidos para o caso de alguma emergência durante os jogos.

A diretora da Hemorrede no Tocantins, Pollyana Gomes, lembra que o estoque normal do período precisa ser mantido, com o acréscimo do estoque estratégico para os Jogos Mundiais. “É necessário captarmos um número expressivo de doações de sangue durante a campanha, visando atender a todas as transfusões do mês de outubro e novembro, além de formamos um estoque estratégico para fornecermos sangue em caso de intercorrências no período que antecede e durante o evento”, disse a diretora.

A abertura da campanha acontece às 7h30 no Hemocentro Coordenador de Palmas, localizado na região Norte, próximo ao Detran. Para a campanha, gestores se voluntariaram a contribuir com a doação de sangue, a exemplo do secretário de estado da Saúde, Samuel Bonilha, subsecretário de estado da Saúde, Gustavo Bottos, e o secretário extraordinário dos Jogos Indígenas, Hector Franco. A ação vai contar também com a presença do mascote dos Jogos Mundiais Indígenas, o simpático Kali, que também apoia a causa.  

Importância da campanha

O secretário Samuel Bonilha destacou que a ação é importante tendo em vista a ocorrência dos jogos, mas o ato de doar sangue deve ocorrer durante todo o ano. “Temos que ter em mente que os estoques devem estar abastecidos para atender a demanda que existe durante o ano todo e nesse período, em especial, estaremos todos juntos para colaborar com esse grande evento”, destacou.

O secretário extraordinário dos Jogos Indígenas, Hector Franco, também destacou a importância da campanha e do ato de solidariedade.  “Doar sangue é uma questão de saúde e também de solidariedade. Com a proximidade dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas, que é um evento que celebra a paz, a diversidade e a unidade entre todos os povos, é importante que todos nós participemos desta campanha, doando um pouco da gente mesmo. Pois quem doa sangue, doa uma parte de si”, disse.

Mais ações

Como parte da campanha, a Unidade Móvel do Hemocentro estará disponível no dia 8 de outubro, em frente à Sesau, para receber doações dos servidores públicos.

A sociedade em geral também pode participar da campanha e ajudar a manter os estoques abastecidos para uma possível emergência, basta procurar uma unidade de coleta mais próxima e fazer a doação.

Os Jogos Mundiais dos Povos Indígenas tem início no dia 23 de outubro, na Vila dos Jogos, em Palmas e encerra no dia 1 de novembro, com participação confirmada de 22 países, além do Brasil. 

Doações no interior

No interior do Estado as unidades também estão preparadas para receber doadores. A Hemorrede do Tocantins que é 100% pública constitui-se por 19 unidades hemoterápicas, distribuídas conforme o Plano Diretor de Regionalização.

O doador pode procurar a unidade hemoterápica mais próxima e fazer a doação nas seguintes localidades:

Hemocentro Regional de Araguaína, Rua 13 de maio, nº1336, Centro, 3411-2915/2916/2917;

Núcleo de Hemoterapia na cidade de Gurupi, Rua 14 de novembro quadra 117, LT 08, Centro, Telefones/Fax: 3312-2237;

Unidades de Coleta e Transfusão de Porto Nacional, Avenida Luis Leite Ribeiro S/N, Centro, Telefones/Fax: 3363-832;

Unidades de Coleta e Transfusão de Augustinópolis, Rua Anicuns, nº 200, Centro, Telefones/ Fax: 3456-1343;

A Unidade de Coleta no Anexo do Hospital Geral de Palmas também receberá doadores.

Por: Redação

Tags: Hemorrede, Pollyana Gomes, Samuel Bonilha