Cultura

Foto: Emerson Silva

Na véspera da comemoração da criação do Estado do Tocantins, no dia 5 de outubro, a Secretaria de Estado da Cultura, recebe nessa sexta-feira, 2, das mãos de membros da Conorte (Comissão de Estudos dos Problemas do Norte), a Emenda digitalizada de Criação do Estado do Tocantins. A entrega será realizada, às 15 horas, no Museu Histórico do Tocantins (Palacinho).

Com mais de 70 mil assinaturas de moradores do então Norte Goiano pela emancipação da região, o documento vai integrar o projeto de reestruturação da expografia do acervo do museu Palacinho, que pretende ampliar o recorte histórico da criação do Estado.

O secretário da Cultura, Melck Aquino, estará presente para receber o documento em ato simbólico. Estarão presentes para entregar o documento, o ex-diretor da Conorte, Goianyr Barbosa de Carvalho, o ex-deputado Totó Cavalcante, o deputado estadual, Ricardo Ayres, o escritor José Cardial dos Santos, o procurador Deucleciano Gomes, e o Dr. Pedro Cursino.

A Conorte

Foi na metade do século passado que os sentimentos de luta pela criação do novo Estado tornaram-se sonhos e desses sonhos o idealismo que deu força ao povo daquele norte goiano para lutar pela emancipação do Tocantins. Os estudantes criaram a Cenog - Casa do Estudante do Norte Goiano -, instituição bastante atuante no movimento. Vale lembrar o trabalho de José Maia Leite, o primeiro presidente da instituição, José Cardeal dos Santos, Edmar Gomes de Melo e Totó Cavalcanti, dentre outros tantos que passaram a ideia da mente para o coração e lutaram pela criação do Tocantins.

Nesse período, vários congressos foram realizados em Porto Nacional, Tocantínia e Araguacema, chegando a reunir mais de 800 mil jovens, que mudou a história do Estado, por juntos terem fundado a Conorte (Comissão de Estudos dos Problemas do Norte).

Os integrantes do Comitê Central viajaram pela região do futuro Estado, instalando comitês municipais que tinham o objetivo de recolher assinaturas da população para a Emenda Popular propondo a criação do Tocantins, e que foi entregue em momento solene na Câmara Federal ao presidente da Assembléia Nacional Constituinte, Ulysses Guimarães.