Esporte

O Paraguai participa dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas com a motivação de integrar culturalmente e resgatar a identidade continental. Em Palmas, na próxima semana, os povos Ava Guarani, Guarani Occidental, Guarani Nandeva, Enxet Norte e Sul, Ache, Nivacle e Maka estarão reunidos com os irmãos indígenas de diferentes pontos do mundo e de culturas e línguas distintas para celebrar a primeira edição do torneio.

Segundo o líder da delegação, Virgilio Ramón Benitez Caceres, “os jogos são uma conquista social de alta importância e serão parte da marca de uma história relevante para o país e para outros povos indígenas. Será maravilhoso compartilhar essa festa social e desportiva com todos os povos presentes ao evento”, afirmou o líder.

Para Virgilio, do ponto de vista social, é uma vitória com um valor gigantesco ganhar um espaço merecido. “Sinto-me orgulhoso de ser parte do desenvolvimento desportivo indígena de meu país. Todos na delegação têm consciência da importância, valor social e desportivo dos Jogos Mundiais. Todos os integrantes estão orgulhosos de fazer parte desse evento”, afirmou.                                                                                             

Quanto à contribuição dos jogos para os povos, o líder paraguaio acentuou a necessidade de respeito à identidade cultural. “Queremos ser respeitados em nosso país, fortalecer nossa identidade, e demonstrar que se pode conseguir coisas importantes na área social e desportiva para integração entre distintos povos. Queremos ser incluídos na sociedade e demonstrar nossos talentos culturais, artísticos e desportivos”, enfatizou.

“Contribuiremos com os Jogos, participando e promovendo em todos os meios para que o evento se torne conhecido, com demonstração de respeito a todas as pessoas e culturas, com disciplina para a boa ordem das atividades a serem realizadas. Vamos compartilhar com todas as pessoas e culturas em todas as atividades e fases do evento. Nos jogos desportivos demonstraremos talento, dando o melhor, sempre respeitando o rival e as regras estabelecidas para cada modalidade, ressaltou.

Para Virgilio Ramón, Seria um orgulho indescritível para nós sediar e organizar esse tipo de evento. "Este governo é inclusivo e de oportunidades para todos, creio que as autoridades estariam muito interessadas em poder realizar os Jogos Mundiais no futuro. Nossa delegação estará integrada em cada atividade".