Economia

Para discutir a atuação sindical das entidades filiadas ao Sistema CNC, a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) realiza nos próximos dias, entre 28 e 30 de outubro, o Sicomércio 2015, que reunirá presidentes de sindicatos patronais ligados ao Comércio de todo o País. A estimativa é de 850 participantes. A delegação do Tocantins conta com representantes de sete sindicatos. O Congresso Nacional do Sicomércio 2015 será realizado no hotel Windsor Barra, no Rio de Janeiro. Dentro os temas que entrarão em pauta estão: Modernização e flexibilização das relações de trabalho; Terceirização, Código Comercial e Negociação Coletiva.

A Fecomércio Tocantins será representada por sete dos seus noves sindicatos patronais, sendo eles: Sindicato do Comercio Varejista do Estado do Tocantins (Sicovar), Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos no Estado do Tocantins (Sindifarma), Sindicato do Comércio Varejista de Veículos, Peças e Acessórios no Estado do Tocantins (Sincopeças), Sindicato do Comércio Varejista de Máquinas, Equipamentos, Peças e Acessórios para uso na Agropecuária no Estado do Tocantins (Sindimáquinas), Sindicato do Turismo e Hospitalidade no Estado do Tocantins (Sindhorbs), Sindicato do Comércio Varejista de Material Elétrico, Eletrônico no Estado do Tocantins (Sicovame) e Sindicato do Comercio Atacadista de Produtos Alimentícios e Bebidas do Estado do Tocantins (Siapabe).

Segundo o diretor Sindical da Fecomércio, Rubens Pereira da Luz, o congresso fortalece o setor como um todo. “Esses debates sobre temas atuais que permeiam o comércio acabam por auxiliar os sindicatos, legítimos representantes do setor, para que sejam desenvolvidas ações e estratégias em prol dos empresários e colaboradores do comércio. É importante essa discussão e a troca de experiências, principalmente as de sucesso”, ressaltou.

Já o presidente do Sistema Fecomércio Tocantins e também presidente do Sicovar, Itelvino Pisoni, explica que outro ponto importante é o alinhamento de informações. “Para que haja uma maior representatividade por parte dos sindicatos é importante que todos falem a mesma língua, ou seja, haja um alinhamento de propósitos e intenções, para que em conjunto os sindicatos possam garantir sua força e representação na atuação da defesa dos interesses dos empresários do comércio em geral”, disse.

As informações provenientes do evento serão trabalhadas e consolidadas no documento oficial do Sicomércio, que tem como ob­jetivo dar publicidade em todas as esferas dos Poderes (Legislativo, Executivo e Judiciário) às iniciativas e necessidades do Comércio de Bens, Serviços e Turismo. Este documento trará ideias e soluções para a criação de um ambiente favorável para desenvolvimento empresarial/econômico do nosso País.