Cultura

Foto: Divulgação

A última mostra do ano no Cine Sesc Palmas e Gurupi traz uma temática conhecida por todos nós. Ela está diariamente nos telejornais e jornais, na boca das pessoas e até em nossos olhos. A lembrança de quem a vive é dificilmente apagada. Estamos falando da violência, presente na sociedade brasileira e também no cinema. Assim, o Cine Sesc faz um recorte de grandes filmes que se utilizam dela para provocar, confrontar o ser humano e fazer uma reflexão sobre a humanidade e a vida em sociedade. 

Cinema-Violência entra em cartaz nessa quinta-feira (5) com quatro obras premiadas que exploram as várias vertentes da violência (sociais, psicológicas) em suas tramas. As sessões são exibidas às quintas (19h), sextas e sábados (16h e 19h) e domingos (16h). A entrada é gratuita. 

Quem abre a mostra é “Heli”. A história se passa no México. Estela, 12 anos, namora escondido com Beto, jovem cadete. Decidido a casar com ela, o militar esconde alguns pacotes de cocaína na caixa d’água da casa da garota. A droga deveria ser queimada e foi desviada do Exército. O plano original era vender o entorpecente e fugir com o dinheiro ganho. Mas o final feliz se transforma em tragédia quando descobrem o responsável pelo desvio das drogas. As sessões serão nos dias 5, 6 e 7 de novembro (19h) e 20, 21 e 22 do mesmo mês (16h). 

Já em “Obsessão”, Ward é um jornalista de um conceituado jornal que precisa voltar à cidade natal para reportar a prisão de Hillary Wetter, acusado e condenado por matar o xerife do local. Os problemas se iniciam quando Jack, irmão mais novo do jornalista, se envolve com Charlotte, uma mulher misteriosa que mantinha contato com o prisioneiro. O filme tem no elenco atores como John Cusack, Nicole Kidman e Matthew McConaughey. “Obsessão” será exibido às 16h (6, 7 e 8 de novembro) e às 19h (19, 20 e 21 de novembro). 

O grego “Miss Violence” traz um drama centrado em Angeliki. No aniversário de 11 anos, a menina pula da sacada e morre com um sorriso no rosto. As investigações começam, mas a família insiste que a morte foi um acidente. Por que a família sustenta essa tese? Qual foi a causa da morte de Angeliki? Acompanhe a obra cinematográfica em 12,13 e 14 de novembro (19h) e nos dias 27, 28 e 29 de novembro (16h). 

Por fim, o canadense “Mommy” mostra a dificuldade de convivência entre Diane e Steve, mãe e filho. Ele é hiperativo e muitas vezes seu comportamento se torna agressivo. Depois de incendiar a cafeteria do reformatório e provocar queimaduras em um interno, Steve é expulso e volta a morar com a mãe. A vida dos dois se torna conflituosa até a chegada de Kyla, vizinha que aparece para trazer o equilíbrio na relação. As sessões serão nos dias 13 e 14 de novembro (16h) e nos dias 26, 27 e 28 de novembro (19h).

Por: Redação

Tags: Agenda Cultural, Cine Sesc, Gurupi, Sesc