Estado

Foto: Divulgação

Realizado pela 1ª Vara Criminal da comarca de Palmas, o Mutirão de Audiências de Instrução e Julgamento em ações penais relativas a réus soltos tem previsto, em pauta, 138 audiências de instrução e julgamento e 21 de suspensão. A mobilização teve início dia nove e segue até sexta-feira, 20 de novembro, no Fórum Marques São João da Palma.

Este é o terceiro mutirão do ano realizado pela 1ª Vara Criminal. Atuam na mobilização, o juiz titular Gil de Araújo Corrêa, além dos magistrados Rafael Gonçalves de Paula e José Carlos Ferreira Machado. O objetivo é desafogar a pauta de audiências para os crimes dolosos contra a vida. “Nossa pauta de audiências está muito apertada e em razão disso houve a necessidade de fazer essa concentração de audiências, principalmente na nossa jurisdição, que envolve os crimes dolosos contra a vida, em que o tempo para nós é muito caro”, ressaltou Corrêa.

Ainda de acordo com o juiz titular da 1ª Vara Criminal, o mutirão também tem objetivo de alcançar as metas do Conselho Nacional de Justiça quanto ao julgamento destes crimes. “Neste processo, é importante que se enalteça a participação do Ministério Público e Defensoria, que aderiram à proposta e não estão medindo esforços na colaboração”, frisou Gil Corrêa.