Cursos & Concursos

Foto: Divulgação

Visando o provimento de três vagas para posse imediata e 30 vagas para formação de cadastro reserva, para o cargo de Procurador do Município de Palmas - Classe Inicial, a Prefeitura de Palmas publicou no Diário Oficial do Município (edição desta quarta-feira, 25), o Edital 001/2015.

O salário inicial é de R$ 15.520,00, com atribuições e prerrogativas regidas pela Lei Municipal 1956/13. O concurso será regido por edital, de responsabilidade da Secretaria Municipal de Planejamento, Gestão e Desenvolvimento Humano, executado pela Comissão Permanente de Seleção da Fundação Universidade Federal do Tocantins (Copese/UFT). 

O procurador Geral de Palmas, Públio Borges, ressalta que “à exemplo de outros concursos realizados por esta gestão, este será mais um certame pautado pela eficiência do serviço público municipal, no qual todos os prazos serão cumpridos e os novos procuradores com certeza virão somar ao trabalho que vem sendo realizado pela Procuradoria”.

Inscrições 

As inscrições poderão ser feitas a partir das 10 horas do dia 08 de dezembro de 2015 às 23h59 do dia 12 de janeiro de 2016. A inscrição será realizada, exclusivamente, via internet, no endereço eletrônico http://www.copese.uft.edu.br. A taxa de inscrição é R$ 250,00. 

O certame será composto de Prova Objetiva, de caráter eliminatório e classificatório; de Provas Discursivas, também de caráter eliminatório e classificatório; e de Avaliação de títulos, de caráter apenas classificatório.

A Prova Objetiva e a Prova discursiva serão aplicadas, respectivamente, nos dias 20 e 21 de fevereiro de 2016, às 14 horas. 

Conteúdo

A prova objetiva será constituída de 60 questões objetivas em áreas de conhecimento, como Língua Portuguesa, Conhecimentos Regionais, Legislação pertinente ao Município de Palmas (TO) e Conhecimentos Específicos.

Já a prova discursiva será constituída de quatro questões discursivas de até 20 linhas cada uma, com valor máximo de 12,50 pontos para cada questão e um enunciado para elaboração de Peça Prática Profissional de até 80 linhas, com valor máximo de 50 pontos, a partir de tema proposto pela banca examinadora acerca das disciplinas de Direito Constitucional, Direito Administrativo e Direito das Coisas.