Polí­tica

Foto: Clayton Cristus

O ex-deputado goiano José Porfírio vai dar nome a uma unidade de ensino na região do Bico do Papagaio. A iniciativa é do governador Marcelo Miranda (PMDB), autor de um projeto de lei encaminhado à Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ), na sessão desta terça-feira, dia 24. Conforme a lei, a escola, antes denominada Escola Municipal Piabanha, situada no Km 20 da TO-387, no município de São Salvador do Tocantins, será denominada de Colégio Estadual Família Agrícola José Porfírio de Sousa. 

De acordo com a matéria, a propositura tem como origem um requerimento de autoria das famílias dos reassentamentos rurais - representadas pelo Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) – que foram impactadas pela construção da Usina Hidrelétrica de São Salvador.  De acordo com o MAB, o objetivo é homenagear o primeiro deputado de origem camponesa da história do Brasil. 

José Porfírio atuou nos anos 50 no conflito rural brasileiro conhecido como “guerrilha de Trombas e Formoso”, ocorrido no norte do estado de Goiás. Foi deputado goiano na 5ª Legislatura (1963-1965), época em que teve seu mandato cassado pelo regime militar, instalado em 1964. Após um breve anonimato foi preso em 1972, no Maranhão, durante ato de repressão à guerrilha do Araguaia, que tinha base em Xambioá, município do então Norte Goiano. Solto em 1975, desapareceu em seguida, tornando-se um símbolo da esperança pela partilha da terra. 

Ainda na sessão desta terça-feira foi encaminhado outro projeto de lei do Executivo que propõe a doação de terreno urbano ao Sindicato dos Guardas Metropolitanos de Palmas (SIGMEP), para construção da sede da categoria. E por último foi encaminhado à CCJ um projeto de lei, de autoria do deputado Toinho Andrade (PSD), que declara de utilidade pública estadual o Instituto Comunitário do Tocantins (ICOMTO), no município de Palmas.