Polí­tica

Foto: Divulgação

Para celebrar a data em que a cidade de Miracema do Tocantins foi escolhida para ser capital provisória do Estado do Tocantins, o governador em exercício, Osires Damaso, participou, na noite desta segunda-feira, 7, da sessão solene de  transferência da Capital de Palmas para aquela que foi o primeiro centro administrativo tocantinense. Na ocasião, ele prestou homenagem aos miracemenses pioneiros e falou do interesse do governador Marcelo Miranda em realizar o governo itinerante dentro das comemorações. 

A festividade lembra o período de 1º de janeiro a 31 de dezembro de 1989, quando Miracema assumiu a condição de Capital e a população conviveu com uma intensa movimentação. Na ocasião, as autoridades destacaram momentos importantes da história de consolidação do Tocantins.

Para Osires Damaso, a solenidade é  uma oportunidade para homenagear aos miracemenses, especialmente aos que estiveram ligados diretamente com os primeiros anos da história do Tocantins, criado  com a Constituição de 1988. “A gente trabalhadora de Miracema consolidou o estado recém-criado e a cidade foi a porta das oportunidades para os sonhos de centenas de pioneiros de todos os cantos do nosso País. O novo estado trazia as lutas do passado e as perspectivas da modernidade do futuro”, ressaltou.

A cerimônia, que cumpre o que está disposto no artigo 161 da Constituição Estadual e lembra o 7 de dezembro de 1988, foi  presidida pela presidente em exercício da Assembleia Legislativa, Luana Ribeiro. Ela reconheceu a importância histórica de Miracema para os tocantinenses. "Hoje, estamos preservando a história. O Tocantins foi construído por muitas mãos, mas nós temos que reconhecer o papel da população miracemense neste processo", defendeu. Além disso, Luana Ribeiro abriu parêntese e mencionou as dificuldades econômicas que o País e o Estado atravessam.

Reivindicações

A prefeita do município, Magda Borba, também pediu atenção especial para  Miracema. "Foi o povo desta cidade que recebeu a todos que aqui chegaram para fazer do Tocantins, um grande estado em desenvolvimento. Miracema não pode ser esquecida na história do Tocantins", disse ao solicitar que anualmente, no dia 7 de dezembro, os poderes constituídos sejam transferidos integralmente para o município, de forma a atender a população local e circunvizinha.

Osires Damaso reafirmou o compromisso do governador Marcelo Miranda em estar próximo da população. "As reivindicações feitas aqui, hoje, também são desejo do governador Marcelo Miranda. Ao falar com ele sobre essa sessão,  ele externou sua vontade de estar aqui em Miracema com todas as secretarias e autarquias como vocês solicitaram, mas o momento econômico que o Estado atravessa não nos permitiu", ressaltou.

Memória

Atualmente, o município possui 26.665 habitantes, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Já foi chamada de Xerente e Bela Vista na década de 20.  Em 1948, foi desmembrada de Araguacema, município do qual foi distrito, com a denominação de Miracema do Norte.

Os primeiros moradores chegaram à região, atraídos pelos garimpos da região do Tocantins e Araguaia,  imigrantes do Maranhão, Piauí e Bahia para o norte de Goiás, no início do século XX.  Também se desenvolveu economicamente com base na exploração da cana-de-açúcar e pela navegação fluvial.

Presenças

A sessão solene de transferência dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário contou com a presença de autoridades dos três  poderes. Também estiveram presentes, lideranças políticas locais, pioneiros do município, presidentes de autarquias, secretários de estado, além dos deputados estaduais que presidiram a sessão.