Estado

Foto: Divulgação

O governo estadual já informou oficialmente que ás 17 horas desta quinta-feira, 21, vai anunciar á imprensa o novo modelo de gestão do Estado do Tocantins. Segundo fontes do Conexão Tocantins, o anúncio vai mostrar as alterações que o governador Marcelo Miranda (PMDB) fará na estrutura bem como quais as metas para economizar mais e otimizar a máquina. A ideia, segundo contam aliados do governo, é que ao todo sejam apenas 15 secretarias já que as autarquias deverão ser ligadas a secretarias afins.

As saídas e trocas de auxiliares do primeiro escalão só serão confirmadas pelo governador porém há informações de que o titular da Saúde, Samuel Bonilha já tem saída dada como certa.

O titular da Secretaria da Fazenda, Paulo Teixeira também é outro nome certo para deixar o governo. Em seu lugar deve ser anunciado o nome do analista de Finanças e Controle da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), Edson Ronaldo Nascimento, que era servidor do Estado do Goiás.

O novo titular da Sefaz será cedido do Estado de Goiás para o governo do Tocantins.

Dentre as pastas cotas para extinção estão a Agência Tocantinense de Ciência, Tecnologia e Inovação (Agetec), a pasta da Cultura, que tem à rente Melck Aquino, do Esporte comandada por Salim Milhomem e ainda as de Articulação Política, atualmente com Paulo Sidnei à frente e a de Representação do Estado em Brasília.

Os destinos das pastas que deverão ser extintas ainda estão em fase de análise, porém a área da Cultura deve voltar novamente para a área da Educação. Outra pasta cotada para extinção é a de Habitação, ocupada por Aleandro Lacerda.

Todas as alterações devem ser oficializadas pelo próprio governador até esta sexta-feira, 22. Esta é a segunda reforma do governo já que quando Marcelo Miranda assumiu cortou várias pastas e reduziu de 60 para 41 as pastas do governo.