Estado

Foto: Divulgação

O Governo do Tocantins, por meio da Secretaria do Planejamento e Orçamento (Seplan)  está implantado o Processo Administrativo Eletrônico (PAE) um procedimento que permitirá a tramitação no formato digital de documentos e processos administrativos entre os órgãos da administração direta e indireta do Estado e o objetivo é também modernizar e dar segurança e maior transparência no serviço público, além de trazer economia, agilidade e eficiência para a gestão estadual. 

Segundo o secretário do Planejamento e Orçamento, David Torres, o procedimento que permitirá maior controle dos processos e documentos será implantado em 2016 e será coordenado pela Superintendência de Tecnologia da Informação (STI) da Seplan. “A nossa equipe já iniciou a capacitação dos servidores dos órgãos públicos  e, nos próximos dias, a Casa Civil irá publicar um decreto para normatizar a utilização do Sistema de Gestão de Documentos (SGD), software que foi desenvolvido para facilitar essa tramitação de documentos”, adianta o secretário. 

O SGD é o sistema que dará suporte a implantação do PAE e desde a sua implantação, há cerca de quatro anos, já registrou o trâmite de mais 2, 1 milhões de documentos, além de definir a política de processo administrativo eletrônico entre os órgãos.

PAE

Para o superintendente de Tecnologia da Informação Stanley Carlos Novais, a implantação do Processo Administrativo Eletrônico (PAE) otimizará e muito a tramitação eletrônica dos processos e documentos. “Quando o sistema estiver totalmente implantado, o órgão que emitiu o documento terá condições de monitorar o andamento e localização dos processos e documentos, eliminará o risco de perda, roubo e extravio, e por fim, ainda irá gerar uma economia considerável no gasto com papéis e toner, além do combustível usado no deslocamento de servidores entre os órgãos para fazer o protocolo de documentos físicos”, explica 

Stanley Carlos Novais, que destaca ainda o PAE também traz ganhos sociais com a melhoria dos serviços prestados, "segurança e transparência em todo o processo”, afirma o superintendente.