Campo

Foto: Divulgação

O Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins publicou, nesta quinta-feira, 18, o edital para seleção interna de 60 técnicos para a segunda fase de capacitação continuada do Plano ABC (Agropecuária de Baixo Carbono).

Podem participar apenas servidores efetivos do Ruraltins, com formação nas áreas de Engenharia Agronômica, Engenharia Ambiental, Engenharia Florestal, Engenharia Agrícola, Medicina Veterinária, Zootecnia, Técnicos Agrícolas e Técnicos Agropecuários.

De acordo com a zootecnista e gerente de agropecuária do Ruraltins, Ana Clara Bohnen, a seleção visa dar continuidade ao processo de formação de técnicos multiplicadores nas tecnologias preconizadas pelo Plano ABC já em andamento e ampliar as ações dos projetos por meio da abertura de novas turmas de capacitação, além de fortalecer o acompanhamento técnico das unidades de referência tecnológica (URTs) já consolidadas, como também implantar novas unidades nas linhas de atuação do projeto, sendo a bovinocultura de corte de baixa emissão de carbono, a bovinocultura de leite de baixa emissão de carbono e a integração lavoura-pecuária-floresta.

Ainda segundo a  zootecnista, os critérios de seleção tem caráter democrático e visam dar transparência ao processo.  “As seleções para as capacitações realizadas anteriormente levavam em consideração apenas a indicação dos gerentes regionais. Então resolvemos, neste novo projeto, abrir um processo seletivo no qual qualquer técnico que atenda aos requisitos estabelecidos no edital possa participar. Com isso temos o objetivo de democratizar a participação dos técnicos nas capacitações e motivá-los” acrescentou Ana Clara. 

As inscrições seguem abertas até o dia 01 de abril, e podem ser feitas via Internet, no site do Ruraltins (http://www.ruraltins.to.gov.br/). O resultado final está previsto para ser divulgado no dia 11 de abril, também no site do órgão.

Plano ABC

O Plano Agricultura de Baixa Emissão de Carbono (ABC) é uma iniciativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) em parceria com os Estados e Municípios.

Tem por finalidade a organização e o planejamento das ações a serem realizadas para a adoção das tecnologias de produção sustentáveis, selecionadas com o objetivo de responder aos compromissos de redução de emissão de gases do efeito estufa no setor agropecuário assumidos pelo País. 

O Estado do Tocantins vem se destacando nos últimos anos nas ações do Plano ABC. Segundo fontes do Ministério da Agricultura (MAPA) o Estado ocupa hoje o primeiro lugar no ranking da região norte e o décimo quarto no nacional na adesão ao Programa ABC.

Por: Redação

Tags: Ana Clara Bohnen, Plano ABC, Ruraltins, campo