Esporte

Foto: Divulgação

Com 27 medalhas de ouro, 16 de prata e três de bronze, a equipe Palmas Judô Clube (PJC) sagrou-se campeã da primeira etapa do Campeonato Tocantinense de Judô 2016, superando a vice-campeã Sesc-TO [15; 9; 3], que foi seguida pelas AD Guerra/Sesi [11; 3; 2], Kodokan Paraíso [7; 3; 5], Judô Araguaína/Aocam [7; 2; 3] e Dom Bosco [2; 1; 0]. A competição foi realizada no último sábado, 27, na Escola Municipal de Tempo Integral Padre Josimo Tavares, em Palmas.

Apesar do pouco tempo de existência, a PJC, que completa o primeiro ano de fundação no próximo dia 2 de março, já vem se destacando no cenário tocantinense. Depois da vice-colocação geral no estadual 2015, a meta da equipe é o atual título, entretanto, Celso Galdino, Sensei responsável pelo Dojô, acredita que a diferença no quadro de medalhas nesta primeira etapa não reflete a realidade do que será a temporada. “O resultado conquistado é reflexo da continuidade do trabalho que estamos realizando e da consciência dos nossos alunos sobre a importância de participar de cada etapa, por isto disputamos com quase todos os nossos atletas. As próximas etapas serão mais complicadas, as outras equipes virão com mais participantes, o que vai acirrar ainda mais a disputa pelo título de 2016”, afirmou o Sensei Celso.

Próxima etapa

No total, 140 judocas disputaram a primeira etapa do Tocantinense 2016. Para a segunda, prevista para o dia 30 de abril, a expectativa é que este número seja ainda maior, conforme explicou o presidente da Federação de Judô do Estado do Tocantins (Fejet), sensei Georgton Pacheco. “A nossa competição já faz parte do calendário da cidade e procuramos sempre fazer com que cada etapa seja melhor do que a anterior, mas a primeira é, normalmente, a mais complicada; todos ainda estão se organizando e os pais têm gastos com material escolar, IPVA, IPTU e várias taxas. Como o regional brasileiro acontece na primeira quinzena de abril, a segunda etapa do Tocantinense vai ser realizada apenas no final deste mesmo mês, no dia 30. Até lá, as associações vão se organizar melhor e teremos um número bem maior de participantes”, destacou Sensei Ton.