Polí­tica

Foto: Divulgação

O fim do prazo para Revisão Eleitoral e Recadastramento Biométrico nos 53 municípios, distribuídos em 12 Zonas Eleitorais (ZE), termina na sexta-feira, 4. Com a aproximação do encerramento a movimentação nas ZEs vem aumentando, mas cerca de 60 mil eleitores ainda não compareceram para cumprir com essa obrigação eleitoral.

Nesta última semana o Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO) reforçou a estrutura de pessoal dos cartórios disponibilizando servidores capacitados em biometria. O trabalho está sendo acompanhado de perto pelo Regional, que está percorrendo algumas Zonas Eleitorais para mobilizar os eleitores através de carro de som, panfletagem e entrevistas nos meios de comunicação local.

A dona Raimunda Sousa, de 76 anos, mesmo dispensada de votar, foi até a ZE de Dianópolis para fazer a revisão eleitoral. “Moro em Dianópolis há 45 anos e acho importante continuar exercendo minha cidadania, só podemos melhorar as coisas através do voto”, acredita.

Segundo o chefe de cartório de Dianópolis, Guilherme Ayres, ainda faltam mais de 2500 eleitores da ZE para fazer a revisão. “Houve um aumento no atendimento nesta última semana, mas ainda está abaixo da expectativa, esperamos fazer um atendimento diário de 300 eleitores nestes últimos dois dias”, explica.

O estudante Bruno Alves, de 17 anos, morador de Taguatinga, irá votar pela primeira vez nessas eleições. “Além de fazer meu papel de cidadão, precisarei do título de eleitor para me matricular na universidade”, disse.

A lavradora Alice dos Santos, de 56 anos, moradora da Zona Rural de Taguatinga, também compareceu na Zona Eleitoral, pois sabe que sem o título de eleitor ela poderá perder alguns benefícios. “Eu vim logo fazer a revisão porque tenho medo de ter meu título de eleitor cancelado e não quero deixar de receber a contribuição do Bolsa Família, que é uma grande ajuda pra mim”, revela.

O giro da Revisão Eleitoral também conferiu a movimentação nesta quarta-feira (2) no Cartório de Arraias. Por lá a professora universitária Maria Aparecida Matos saiu contente após fazer o recadastramento biométrico e poder votar com mais segurança ainda nas próximas eleições. 

Em Paranã, Zona Eleitoral que sempre esteve entre as primeiras no Ranking da Revisão os trabalhos seguem a todo favor. “Intensificamos nossas ações nesses últimos dias, o carro de som tem percorrido a cidade até às 9 horas da noite, mas mesmo assim o brasileiro costuma deixar tudo para  último hora, acredito que na reta final nesses 2 dias, o atendimento irá aumentar consideravelmente”, ressalta o juiz eleitoral de Paranã, Márcio Soares.