Estado

Foto: Divulgação

O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Estado (Sisepe), Cleiton Pinheiro, posicionou-se em entrevista ao Conexão Tocantins na manhã desta quinta-feira, 3, quanto a decisão do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 10ª Região, em Brasília, que rejeitou o Recurso de Revista apresentado pela defesa de Cleiton Pinheiro. O recurso pedia a revisão da decisão que tira Cleiton Pinheiro da presidência do sindicato por supostas irregularidades em prestação de contas no exercício do mandato anterior e que, conforme previsto no Estatuto da entidade, o impediria, segundo a chapa concorrente, de disputar novas eleições por estar inelegível.

Pinheiro disse tratar-se de um processo eleitoral com relação ao registro de chapa da última eleição e que o recurso foi um procedimento normal ainda sem decisão final. De acordo com Cleiton, a chapa de Wiston Gomes, segundo colocado na última disputa pela presidência do Sindicato, quer ganhar no grito. "Ainda tem vários recursos e o que está se discutindo é o registro da chapa. Pede para ele mostrar em qualquer decisão onde fala que é para me afastar do cargo. Em nenhum momento a decisão diz que tenho que sair do cargo. Ele quer ganhar no grito por não ter tido votos suficientes para ganhar as eleições", afirmou. 

Cleiton Pinheiro informou que entrará com Agravo de Instrumento e chamou o opositor de aventureiro. "Os recursos que são cabíveis vamos entrar sim e não vamos deixar que qualquer tipo de aventureiro venha tentar denegrir a nossa imagem, a imagem do Sindicato. Se você entrar no site do Sisepe está lá todas as prestações de contas. [...] Todos os recursos que tiverem vou recorrer sobre o registro da chapa depois ainda vamos discutir a eleição e depois a posse", frisou.

O presidente do Sisepe explicou sobre a prestação de contas: "Eu tenho, inclusive, a minha prestação de contas do exercício de 2007 e, inclusive, o Wiston fez parte da minha diretoria em 2010, foi o vice-presidente em 2010. Então a minha gestão de 2010 supriu isso porque tenho a prestação de contas", informou.

Segundo Pinheiro, Wiston Gomes deveria esta em conjunto expondo esforços para defender a categoria e não provocar disputa interna. "Ele não conseguiu ganhar no voto, se quer ganhar a eleição vá para o voto! Isso é maléfico para a categoria. Sindicato é coisa séria e não disputa político partidária para poder tirar proveito", enfatizou. 

Por: Redação

Tags: Cleiton Pinheiro, Sisepe, Wiston Gomes