Polí­tica

A Assembleia Legislativa vai realizar nesta terça-feira, 8, uma sessão solene em homenagem ao Dia Internacional da Mulher. A cerimônia está prevista para começar às 14 horas no plenário desta Casa de Leis. A homenagem às mulheres faz parte das sessões solenes permanentes do Parlamento e ocorre desde 1992, uma solicitação da então deputada Dolores Nunes. Conforme a resolução de 20 de novembro de 1991, a indicação das homenageadas e a programação da sessão são feitas sob a sugestão da presidência da Casa e de líderes partidários.

Este ano serão homenageadas 24 mulheres indicadas pelos parlamentares. São elas: a promotora de Justiça da Saúde Pública, Maria Rosely de Almeida Pery, indicada pela deputada Luana Ribeiro (PR); a defensora de políticas públicas para mulheres do campo, Ruth Caetano Cardoso, indicada pela deputada Amália Santana (PT); a oficial do Cartório de Registro de Imóveis de Araguaína, Ercília Maria Moraes Soares, indicação da deputada Valderez Castelo Branco (PP); e a fundadora da associação filantrópica Casa do Caminho Raquel Murça,  Luiza Sônia Murça Andrade, homenageada pelo presidente desta Casa de Leis, deputado Osires Damaso (DEM).

Para Valderez Castelo Branco, homenagear as mulheres é uma forma de exaltar as suas conquistas. “Em nome de todas as tocantinenses vou homenagear a sra. Ercilia Maria Moraes, de Araguaína. Aproveitaremos este momento para lembrar as conquistas das mulheres ao longo dos anos, assim como reforçar a importância da sua coragem, carinho, capacidade, e, acima de tudo, da sua força e competência”, destacou a parlamentar.

Homenageadas

Maria Rosely de Almeida Pery

Promotora de Justiça da Saúde Pública do Tocantins, é membro do Fórum Nacional da Saúde do Conselho Nacional do Ministério Público, coordenadora da Sub-Comissão de Assuntos Legislativos e de Articulação Institucional da Comissão Permanente de Defesa da Saúde, do Grupo Nacional de Direitos Humanos, do Conselho Nacional de Procuradores Gerais, vice-presidente da Associação Nacional do Ministério Público de Defesa da Saúde e vice- coordenadora do Comitê Executivo para Monitoramento das Ações da Saúde do Estado do Tocantins, do Conselho Nacional da Justiça.

Ruth Caetano Cardoso

Natural de Araguaçu e bacharel em direito, é envolvida na luta para construção de políticas públicas para mulheres no campo, combate a violência, conquista de igualdade, autonomia política e fortalecimento do protagonismo da mulher na sociedade.

Ercília Maria Moraes Soares

Natural de Filadélfia (TO) e bacharel em direito pela Faculdade de Direito de Uberaba (MG), é oficial do Cartório de Registro de Imóveis de Araguaia (TO).

Luiza Sônia Murça Andrade

Natural de Teófilo Otoni (MG) e residente em Paraíso do Tocantins desde 1972, é a responsável por tirar do papel o projeto idealizado por sua filha Raquel Murça, falecida em 2017. A Casa do Caminho Raquel Murça, fundada em 2010, é uma associação filantrópica que atua na promoção da qualidade de vida da população da região.