Polí­tica

Foto: Divulgação

O senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO) conclamou à população de Palmas que vá às ruas no próximo domingo, 13, em paz, mas com “firme propósito de mudança”. O senador apoia a manifestação de domingo contra a corrupção e o governo Dilma Rousseff, do PT. “Estamos em contagem regressiva para a maior manifestação que esse país já viu. Não dá mais para suportar esse governo corrupto. Temos que reagir”, disse, ao convocar a militância do PSDB.

O senador afirmou ainda que a manifestação não é apenas do PSDB, mas da população em geral “que quer um país em que o governo prime pela ética”. “A população deve ir às ruas com o firme propósito da necessidade urgente de mudança, mas em paz”, pediu o senador.

Estão previstas manifestações em todo o País.  Em Palmas, a manifestação será domingo, 13, a partir das 16h, na Praça dos Girassóis. A capital é simbólica para o PSDB. O senador Aécio Neves foi o candidato a presidente mais votado nas últimas eleições na cidade. Com 64.391 votos (50,60%), ele venceu Dilma Rousseff, que teve 62.859 (49,40%).

“Temos que reagir. Este governo destruiu a nossa economia e mexeu com o bolso de todos nós. E pior: não destruiu apenas a economia, mas os princípios básicos da ética e da moral”, comentou.

Para justificar a declaração, o senador lembrou números do caos da economia do país que levou ao conhecimento do país durante pronunciamento no Senado. Entre os dados mais críticos, estão os índices de juros que chegaram a 14,25% em dezembro, com inflação a 10,57%, retração econômica de 4% e desemprego de quase 10%, além da dívida pública interna e externa, de R$ 4 trilhões. “Vamos todos para as ruas exigir um governo decente, exigir o fim desse governo corrupto e incompetente”, afirmou.

Mobilização

A mobilização para o evento vem sendo feita pelas redes sociais. Em Palmas, o Tucanos do Cerrado (grupo da juventude do PSDB) obtém, a cada dia, mais confirmações de participantes. “Este é o momento de ir às ruas. O impeachment está próximo, mas depende deste momento cívico”, afirmou o presidente do Tucanos do Cerrado, Cleiton Bandeira. Ele pede que os participantes utilizem roupas com as cores do país e, se possível, levem bandeira nacional para a manifestação.