Polí­cia

Foto: Divulgação Fiscalização voltada para a prevenção dos acidentes mais letais é outro fator que contribuiu para as reduções Fiscalização voltada para a prevenção dos acidentes mais letais é outro fator que contribuiu para as reduções

No ano de 2015 a Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou, pelo quarto ano consecutivo, redução nos índices que medem a violência no trânsito em rodovias federais no Estado do Tocantins. A taxa de letalidade caiu 27,3% e de acidentes graves reduziu 29,8%, em comparação a 2012.

Os índices relacionados ao trânsito são analisados levando em consideração a frota nacional de veículos, que tem aumentado a cada ano. Estatísticas apontam o crescimento de 247% da frota em doze anos, passando de 36,6 milhões em 2003 para 90,6 milhões de veículos em circulação no ano de 2015. Apesar do aumento destes números, os índices de acidentes e mortalidade em rodovias federais vêm se reduzindo a cada ano.

Segundo a PRF a fiscalização voltada para a prevenção dos acidentes mais letais é outro fator que contribuiu para as reduções dos índices de mortalidade nas rodovias federais. O investimento em tecnologias, como radares mais modernos, aliado às análises estatísticas que identificam as características dos acidentes proporcionaram a otimização e maior eficiência do trabalho policial. Por outro lado, segundo a PRF, o endurecimento da legislação aumentou o rigor das punições e elevou o valor das multas para as infrações relacionadas às ações que podem resultar em acidentes mais graves, se tornando um importante elemento na conscientização dos condutores.

Estatística Nacional

Os acidentes de transportes terrestres no Brasil matam aproximadamente 43 mil pessoas por ano, segundo os dados do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (Datasus, 2013), do Ministério da Saúde, representando uma das principais causas de morte no País, não somente em rodovias federais.