Polí­cia

Foto: Divulgação

Mais um policial militar foi vítima da ação de criminosos nos últimos dias, no Tocantins. O sargento Paulo Pereira da Silva, 38 anos de idade, durante atendimento a uma ocorrência em Colméia, neste último domingo, 3, foi fatalmente atingido por disparo de arma de fogo. O seu companheiro de serviço, 3° sargento Josafá Ferreira de Araújo também foi alvejado mas encontra-se estável, recebendo cuidados médicos. 

De acordo com o delegado titular da Delegacia de Polícia de Colméia, Hélio Domingos, o crime aconteceu em frente a uma festa que acontecia na cidade. “Os militares foram acionados depois que começou uma briga no local. Quando chegaram, houve uma luta corporal com um dos envolvidos e, na briga, um dos suspeitos tomou a arma de fogo do policial Paulo e atirou contra ele”, conta o delegado, afirmando que o outro militar, Josafá, foi atingido por dois disparos após ser desarmado por outro suspeito. 

Os dois irmãos envolvidos na briga foram presos logo depois da ocorrência, pelas policias civil e militar. De acordo com o delegado, as duas armas utilizadas no crime foram recuperadas, sendo uma apreendida com um menor, que diz ter recebido de outros suspeitos durante a fuga e a outra encontrada em um terreno baldio. 

O delegado informou que várias testemunhas já foram ouvidas e as investigações continuam, inclusive ouvindo diversas pessoas envolvidas. Os dois irmãos se encontram recolhidos na Delegacia de Polícia de Colméia.

De acordo com informações da PM, o sargento ingressou na corporação no ano de 1998 e atualmente servia no 7° Batalhão. Paulo Pereira era casado e deixa dois filhos. 

A PM afirmou por meio de nota que os últimos dias tem sido de muita dor para a Polícia Militar do Estado. "Mais um guerreiro, o Sargento Paulo Pereira da Silva tombou ao defender a sociedade também em circunstâncias trágicas", informou. A PM lamentou o ocorrido. "A família policial militar tocantinense lamenta profundamente e se solidariza com parentes e amigos, ficando enlutada pela perda desse excelente profissional. Que Deus em sua infinita sabedoria possa confortar o coração de todos diante de mais esta perda irreparável".. 

PM Ivan Borges 

Na última sexta-feira, 1° de abril, o policial militar Ivan Borges de Lima, 31 anos de idade, foi vítima da ação de bandidos durante tentativa de assalto a uma empresa, em Palmas. O policial estava na empresa quando reagiu a ação de dois assaltantes. Houve troca de tiros e tanto os assaltantes quanto o militar foram atingidos. 

O PM Ivan Borges chegou a ser encaminhado para o Hospital Geral de Palmas (HGP) mas não resistiu aos ferimentos. Os acusados pela tentativa de assalto morreram ainda no local. 

O enterro do corpo de Ivan foi realizado neste último domingo, 3, no Cemitério Jardim das Acácias, em Palmas. 

Um suspeito foi preso acusado de ter dado apoio ao assalto. O suspeito teria emprestado sua motocicleta. (Matéria atualizada as 13h17min)