Campo

Foto: Fabíola Dias

A Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) está recebendo desde está última terça-feira, 12, auditoria de orientação da Superintendência Federal da Agricultura (SFA), que segue até esta quinta-feira, 14, para comprovar a manutenção do Tocantins no status de livre da Encefalopatia Espongiforme Bovina – EEB, comumente conhecida como “doença da vaca louca”. As equipes estão visitando os municípios de Arapoema, Colinas e Paraíso do Tocantins, localizados da região noroeste e central do Estado.

As visitas consistem em observar a atuação da fiscalização da Agência, cadastros de confinamentos, relatórios de atividades, além de verificar nos confinamentos o uso da cama de frango na alimentação de bovinos, que é proibida por ser considerada a principal via de transmissão da EBB, pois contém proteína animal. “Fazemos um trabalho de orientação e fiscalização para atender as normas preconizadas pelo Ministério da Agricultura, assegurando a sanidade do rebanho e garantindo a segurança dos alimentos”, afirmou o presidente da Adapec, Humberto Camelo. 

De acordo com a gerente de sanidade animal da Adapec, Michelly Shuailla, a auditoria é de praxe e ocorre anualmente nos órgãos de defesas estaduais, principalmente para fiscalizar as propriedades rurais com confinamentos, observando se há utilização da cama de frango. “O produtor rural que utilizar este subproduto pode ser autuado, ter seus animais sacrificados, a fazenda interditada e responder por crime”, explica.

As medidas visam atender os países importadores da carne brasileira que impõem restrição comercial a importação de carne proveniente de fazendas que alimentam o rebanho com a cama de frango.

Cama de frango

A cama de frango é um subproduto da produção avícola. É uma espécie de "tapete" que forra o chão das granjas. Feito de serragem, palha ou casca de grãos como arroz, evita o contato direto das aves com o chão. Com o tempo, acumula fezes, ureia, penas, restos da ração não aproveitada pelas aves e outros detritos e pode conter resíduos químicos como antibióticos, hormônios e pesticidas utilizados na produção avícola.