Cursos & Concursos

Foto: Divulgação

O Portal de Educação à Distância do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (EaD Senar) permanecem com as matrículas abertas para 30 cursos oferecidos dentro dos Programas de Capacitações Tecnológicas. São cursos voltados para as cadeias produtivas atualmente em expansão na agropecuária, ideais para quem tem formação técnica ou superior nas áreas das Ciências Agrárias e quer estar em dia com as inovações no setor.

Estão disponíveis cursos nas áreas de Bovinocultura de Corte, Bovinocultura de Leite, Floricultura, Heveicultura, Ovinocultora, Piscultura, Silvicultura, Suinocultura e, agora também, sobre o mais novo avanço da agricultura tropical, a Integração Lavoura- Pecuária-Floresta (ILPF). Assessor técnico do Departamento de Educação do Senar, o engenheiro agrônomo Rafael Diego Nascimento da Costa explica que a ILPF hoje é uma necessidade. “O setor produtivo rural precisa produzir cada vez mais alimentos para atender a crescente demanda mundial. É necessário duplicar, ou mesmo triplicar sua matriz de produção. O problema, porém, é que não temos mais áreas disponíveis como tínhamos anteriormente. Então, tecnologias como a ILPF são fundamentais porque intensificam e maximizam as áreas produtivas já abertas”.

Bom negócio para o produtor e o meio ambiente

O sistema permite que o mesmo pedaço de terra seja usado para a agricultura, a pecuária, a floresta e a preservação ambiental, com vantagens para o produtor e para a natureza. “Veja o caso do produtor agrícola. Ele trabalha por safra e, nos intervalos entre uma e outra pode aproveitar para cultivar pastagens, o que melhora a produtividade do solo e ainda reduz o uso de agroquímicos. Durante a colheita ele já vai plantando a forrageira, aproveitando os corretivos e fertilizantes ainda presentes na terra. Quer dizer, o produtor vai gastar menos podendo ter sua área produtiva doze meses por ano”, explica Costa.

O meio ambiente também ganha com a ILPF não só pela redução do uso de insumos, mas também porque a manutenção constante da cobertura do solo ajuda no controle da erosão. E, segundo Costa, há pesquisas que apontam ainda outra vantagem: a redução da emissão de gases de efeito estufa na atmosfera. O Programa de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta da EaD Senar inclui seis diferentes cursos: Componente Socioeconômico e Ambiental em Sistemas de ILPF, Componente Animal nos Sistemas de ILPF, Componentes Solo nos Sistemas de ILPF, Introdução aos Sistemas de ILPF, Particularidades dos Sistemas ILPF nos Biomas Brasileiros e Componente Vegetal nos Sistemas de ILPF.

Referência

A superintendente do Senar Tocantins, Rayley Luzza, destaca a importância da formação profissional e da qualidade dos cursos disponibilizados pela Instituição. “O Senar tem se transformada em referência na excelência dos cursos voltados para o setor agropecuário, com foco voltado na oferta da mão de obra qualificada para um mercado cada vez mais exigente”, pontua a superintendente. 

Formação continuada

Todos os cursos do Programa de Capacitações Tecnológicas da EaD Senar são gratuitos e totalmente a distância, oferecendo ao participante a praticidade de ter acesso ao conhecimento em casa ou no trabalho, por meio de videoaulas e ações interativas no site, como fóruns e chats. Em 2015, mais de 50 mil profissionais do setor agropecuário aproveitaram a oportunidade para atualizar seus conhecimentos através do programa e, em sua maior parte, pessoas já com formação superior.

Para Larissa Arêa, gestora da EaD Senar, a grande procura acontece porque os cursos abordam temas novos dentro da produção agropecuária em constante evolução. “São áreas ainda carentes de mão de obra qualificada e quem nelas atua sente a necessidade da formação continuada. Oferecendo essa oportunidade, o Senar contribui para o aumento da produtividade do campo, porque esses profissionais repassam os conhecimentos adquiridos nos cursos ao produtor rural.”

As matrículas em qualquer um dos cursos de Capacitações Tecnológicas devem ser feitas no próprio portal: http://ead.senar.org.br. Todos eles exigem que o participante tenha idade igual ou superior a 18 anos e possua experiência e formação na área das Ciências Agrárias.

Mais informações: 0800 642 7070http://ead.senar.org.br/