Saúde

Foto: Ana Paula Gomes Servidores do HGP já estão vacinados contra a gripe Servidores do HGP já estão vacinados contra a gripe

Neste sábado, 30, todas as unidades de saúde do Tocantins estarão abertas para o Dia D de Vacinação contra a Gripe, das 8 às 17 horas ininterruptamente. Quem não puder se vacinar neste sábado pode procurar uma sala de vacina até 20 de maio, quando a campanha se encerra.

Ao todo, foram recebidas 326.013 doses, destinadas a atender os grupos priorizados para a campanha. Este ano a vacina está disponível para crianças na faixa etária de seis meses até quatro anos 11 meses e 29 dias; gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto); indígenas; portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medida socioeducativa; população privada de liberdade e os funcionários do Sistema Prisional, idosos com idade a partir de 60 anos ou mais de idade e trabalhadores de saúde.

A gerente estadual de Imunização, Rosângela Bezerra, explica que todos os 139 municípios tocantinenses receberam orientações sobre o funcionamento da campanha e sobre estratégias de busca ativa do público-alvo da campanha.

 “A vacinação é a intervenção mais eficiente para a redução de casos de influenza, especialmente, nas formas graves”, explica a gerente, acrescentando que não houve casos confirmados de influenza em 2015 e 2016.

HGP imuniza

Profissionais de saúde, administrativos e terceirizados, além de residentes médicos e estagiários que atuam no Hospital Geral de Palmas (HGP) já receberam a dose contra a gripe.

O médico Vladimir Seixas, responsável pelo Serviço Ocupacional do HGP, lembra que a campanha visa proteger os servidores dos riscos do vírus da influeza, uma vez que estes estão em contato direto com os pacientes. “A melhor forma de prevenir é vacinando e este ano foram disponibilizadas 4 mil doses para a unidade”, explica.  

A técnica em enfermagem, Maria Francisca Sousa da Silva, destacou a importância da vacinação. “Todo ano participo das campanhas realizadas no hospital e não deixo de vacinar”, conta. 

Influenza

Comumente conhecida como gripe, a influenza é uma doença viral febril, aguda, geralmente benigna e autolimitada. Frequentemente é caracterizada por início repentino dos sintomas, que incluem na maioria das vezes febre, calafrios, tremores, dor de cabeça, dor muscular e perda de apetite, assim como sintomas respiratórios com tosse seca e dor de garganta. Os vírus influenza são transmitidos pela tosse ou pelo espirro.

Existem três tipos de vírus influenza: A, B e C. O vírus C é conhecido por causar infecções respiratórias brandas e não está relacionado a epidemias. Já os vírus A e B são responsáveis por epidemias sazonais, sendo o subtipo A relacionado a grandes epidemias.

Medidas importantes que evitam a transmissão da influenza são: higienização freqüente das mãos; uso de lenço descartável para higiene nasal; cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir; evitar tocar mucosas de olhos nariz e boca; não compartilhar objetos de uso pessoal; evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais e sintomas de influenza; evitar aglomerações e ambientes fechados; manter os ambientes ventilados; adotar hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e ingestão abundante de líquidos.