Polí­tica

Foto: Douglas Gomes

Após mais de dois meses de adiamento, a Câmara dos Deputados elegeu na manhã desta terça-feira, 3, as mesas diretoras das comissões técnicas. O deputado republicano César Halum (PRB-TO) foi eleito, por unanimidade, presidente da Comissão do Esporte, vaga antes ocupada por Márcio Marinho (PRB-BA).

Halum criticou a demora em instalar as comissões e disse que vai dar continuidade ao trabalho realizado por Marinho. “O processo de impeachment fez com que essas comissões, que teriam sido implantadas no mês de fevereiro, fossem instaladas só agora. Perdemos 60 dias de trabalho, mas vamos nos esforçar para acelerar os resultados. O mais importante é avançar no Plano Nacional de Desporto, que tem como uma das metas combater o sedentarismo no Brasil. Nós queremos fazer com que as escolas retomem a matéria de educação física na sua grade curricular para revelar novos atletas, descobrir talentos e, acima de tudo, combater o sedentarismo”, apontou.

Marinho parabenizou os deputados eleitos e reforçou que o partido demonstra uma preocupação muito grande com o esporte em todo o país. “Tivemos essa dificuldade na instalação de todas as comissões desta Casa, mas tenho a convicção de que, assim como um bom jogador aproveita o pouco tempo quando entra em campo para fazer o gol, Halum dará uma enorme contribuição ao debate neste colegiado”, afirmou.

Alves também parabenizou o novo presidente e se colocou à disposição para ajudá-lo no desafio. “Estou certo de que o senhor fará um ótimo trabalho à frente desta comissão, assim como fez Márcio Marinho. Vamos dar continuidade ao trabalho iniciado por ele. Estamos juntos e vamos fazer o melhor para nosso país”, finalizou o deputado Roberto Alves.

A comissão

O colegiado tem por finalidade apreciar os assuntos ou proposições bem como acompanhar os planos e programas governamentais e a fiscalização orçamentária da União, nos seguintes campos temáticos e áreas de atuação: sistema desportivo nacional e sua organização, política e plano nacional de educação física e desportiva, normas gerais sobre desporto e justiça desportiva.

Em 2016, os integrantes da comissão devem iniciar os trabalhos discutindo questões relacionadas aos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos, que serão realizados no Rio de Janeiro em agosto e setembro; a reforma estrutural, legal, tributária, jurídica e previdenciária do futebol brasileiro; e a elaboração do Plano Nacional do Desporto.