Cultura

Foto: Divulgação Uma das atrações é a presença do tocantinense de coração Irineu de Palmira Uma das atrações é a presença do tocantinense de coração Irineu de Palmira

Na abertura de mais uma edição do projeto Amazônia das Artes em Palmas, tem cultura para todos os gostos. O 1º dia oferece ao público teatro, exposição, cinema e música. Uma das atrações é a presença do tocantinense de coração Irineu de Palmira, que apesar de nascer em Minas Gerais, já mora por aqui há anos e foi escolhido como o representante do Tocantins na programação musical do evento.

Teatro

A primeira encenação ficará por conta do grupo mato-grossense Tibanaré. Eles abrem a programação teatral no dia 5 de maio, às 10h, no Teatro Sesc Palmas, em um espetáculo gratuito, voltado exclusivamente para o agendamento de turmas escolares.

O cotidiano das aves é o tema de Fiu Fiu – Um Encontro Entre Pássaros. Passarinhar e Passarinhou são espécies únicas, cômicas, que andam por aí sem destino certo, até se encontrarem. Falando de amor, acabam tratando de temas humanos, como encontros e desencontros, superação de frustrações, emoções, tristezas e alegrias.

Exposição

A literatura se uniu a música e vão estar juntas na Galeria Sesc de Artes, local consagrado das artes visuais. Essa mistura cultural de sucesso vem do Mato Grosso e é um dos grandes destaques da área de Literatura para o Sesc Amazônia das Artes 2016. A exposição literária “Poesia para Cantar” será aberta em 5 de maio, às 19h, na Galeria Sesc de Artes (502 Norte), e permanece à disposição do público até 10 de junho. O horário de visitação é de segunda a sexta-feira, das 9h às 21h. No dia 9, as promotorias de Literatura e Artes Visuais do Sesc Tocantins realizam visitas mediadas. Grupos interessados devem fazer o pedido pelo e-mail literatura@sescto.com.br

Cinema

O tocantinense “Labirinto de Papel” abre a mostra no Amazônia das Artes, com sessão marcada para começar às 19h no CineSesc Palmas, localizado no Centro de Atividades em Palmas (502 Norte). Dirigido por André Araújo e Roberto Giovannetti, a obra mostra um grupo de pesquisadores que percorre o Tocantins atrás de histórias esquecidas da ditadura militar na região pertencente, à época, ao Norte de Goiás.

Já o roraimense “Arqueiros”, será exibido em seguida e aborda jovens da etnia indígena Macuxi participando de oficinas de produção para arco e flecha e técnicas de arquearia indígena. Devido à proximidade da comunidade com a capital do estado, Boa Vista, os indígenas cresceram fortemente impactados pela cultura urbana e buscam resgatar suas origens. Direção de Thiago Briglia.

Na sessão das 21h os cinéfilos vão poder apreciar os filmes A Rosa (AP) e Chiaroscuro (AM). A Rosa foi dirigido por Dominique Allan e apresenta a história de Carlos, adolescente surdo que enfrenta dificuldades de se relacionar com os outros e sofre bullying e discriminação pela surdez. Diante disso, a trama mostra os dilemas vividos por portadores de deficiências na sociedade brasileira.

Já em Chiaroscuro, Daniel Drummond dirige uma história de poder entre dois objetos, um branco e outro escuro, tentando conquistar a única fonte de luz disponível no ambiente. Quem leva a melhor nessa briga?

Música

A música está com um cardápio repleto de atrações no Sesc Amazônia das Artes 2016. Um dos destaques será a presença do tocantinense de coração Irineu de Palmira, que apesar de nascer em Minas Gerais, já mora por aqui há anos e foi escolhido o representante do Tocantins na programação musical do evento. E é justamente ele que abre a temporada 2016 do Amazônia nesta quinta-feira, 5 de maio, às 20h, no Teatro Sesc Palmas. Os ingressos custam R$ 8 (inteira/usuário) e R$ 4 (meia/estudante/idoso/comerciário).

Irineu e Banda trazem ao palco o show “Traduções”, uma seleção de músicas autorais já lançadas pelo músico e demais intérpretes. Com letras poéticas, resgatando a beleza das cores e a simplicidade do cotidiano, o músico vai interpretar composições ligadas à MPB e ao samba, além de falar sobre a temática negra, seja nas letras, seja nos ritmos.

Com 40 anos de carreira e uma infinidade de composições, o mineiro já gravou um vinil, quatro CDs e um DVD. Músicas de sua autoria já foram gravadas por Jair Rodrigues, Luciana Mello, Katinguelê, entre outros. Participou, como violonista, da gravação de todas as faixas do disco “Violas e Canções”, de Pena Branca e Xavantinho.

Para ver toda a programação do Sesc Amazônia das Artes, acesse o site www.sescto.com.br

Serviço 1º Dia – 05/05

Fiu Fiu – Um encontro entre pássaros

Local: Teatro Sesc Palmas

Horário: 10h

Valor: Entrada gratuita (agendamento para escolas)

Poesia para Cantar

Local: Galeria Sesc de Artes

Horário: abertura às 19h

Valor: Entrada gratuita

Labirinto de Papel (TO) e Arqueiros (RR)

Local: CineSesc Palmas

Horário: 19h

Valor: Entrada gratuita

A Rosa (AP) e Chiaroscuro (AM)

Local: CineSesc Palmas

Horário: 21h

Valor: Entrada gratuita

Show Traduções com Irineu de Palmira e banda

Local: Teatro Sesc Palmas

Horário: 20h

Valor: Entrada gratuita (agendamento para escolas)

Por: Redação

Tags: Agenda Cultural, Amazônia das Artes, Sesc