Estado

Foto: Divulgação

Desenvolver o potencial de extração mineral é um dos objetivos do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura (Seden), no intuito de ampliar a participação de fábricas, que usam minérios como matéria-prima, na economia do Estado. Em reunião realizada com representantes da JDemito e da VLI, nessa quinta-feira, 5, na sala de reuniões do Espaço Inovar, na Agrotins 2016, o secretário Alexandro de Castro destacou que os  investimentos que o Tocantins vem recebendo em energia elétrica e logística, aliados à sua política de incentivos fiscais e ao seu grande potencial mineral, têm tudo para desenvolver o setor.

“O Estado tem assumido seu papel e ido atrás das oportunidades. E tem o maior interesse em contribuir para ampliação do setor, dentro do que ele pode, que é na parte de desoneração e qualificação de mão de obra”, disse, ressaltando que a aproximação com os empresários é de grande importância para o Tocantins.

Representando a JDemito, que atua em três cidades do Tocantins na extração de um tipo de calcário usado na agricultura, Flávio Gibran,  informou que a empresa estuda a possibilidade de ampliação dos negócios no Estado, pela extração, em Dianópolis, de outro tipo de calcário, o calcítico, usado na produção de clínquer, matéria-prima básica de diversos tipos de cimento.

Sobre a reunião, Flávio Gibran observou a preocupação do Estado com o desenvolvimento empresarial. “A visita ressaltou o empenho do Estado, na pessoa do secretário, em fomentar novos empreendimentos. Nós nos convencemos de que o Governo tem um comprometimento grande com o desenvolvimento e a economia do Tocantins”, pontuou.

Espaço Inovar

Com cerca de 1200 m², o espaço conta com estandes voltados para atender empresários e potenciais investidores que desejem conhecer as políticas de incentivos fiscais, ainda outros estandes com a apresentação do artesanato regional, dos atrativos turísticos do Estado e desenvolvimento de pesquisas e de tecnologias voltadas ao setor agropecuário e dois auditórios para realização de palestras, oficinas e workshops.

O Espaço é uma parceria da Seden, da Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (Fieto), da Federação dos Trabalhadores do Estado do Tocantins/Serviço Nacional de Aprendizagem Rural  (Faet/ Senar), do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), da Junta Comercial do Estado do Tocantins (Jucetins).

Agrotins

Com o tema: “Tecnologia a favor do homem e da Natureza”, a feira conta com 550 expositores e uma área de 60 hectares divida em unidades demonstrativas de campo, pavilhões, estacionamentos, praça de alimentação, auditório e outras estruturas.