Polí­tica

Foto: Divulgação

O senador Ataídes Oliveira comemorou a aprovação, na noite dessa terça-feira, 21, da Lei de Responsabilidade das Estatais, que vai agora à sanção presidencial. "Já passou da hora de acabar com o aparelhamento partidário das estatais, que virou uma porta escancarada para a corrupção na era PT”, argumentou o presidente do PSDB/TO,

A nova lei proíbe que parlamentares e dirigentes de partidos políticos participem da diretoria e dos Conselhos de Administração de empresas públicas. Ela também veda a indicação de ministros e ocupantes de cargos de confiança no setor público.

A expectativa, observou Ataídes, é que experiência e competência técnica passem a pautar definitivamente as novas indicações, com evidente ganho ético e profissional na gestão das estatais. O senador destacou ainda a exigência de maior transparência à administração de empresas públicas, com a divulgação periódica de balanços financeiros e a criação de auditoria interna, com canal de recebimento de denúncias e um Código de Conduta e Integridade.

Resposta justa

“Aos poucos, vamos conseguindo dar à sociedade a justa resposta diante dos escândalos de corrupção que têm envergonhado o país”, afirmou o presidente do PSDB/TO. O projeto aprovado, relatado pelo senador Tasso Jereissati (PSDB/CE), havia sofrido uma série de distorções na Câmara dos Deputados, mas a maioria delas foi revertida pelos senadores.