Polí­tica

Foto: Divulgação

Em discurso na tribuna da Câmara dos Deputados, na noite desta quarta-feira, 13 de julho, durante a sessão especial para a eleição do novo presidente da Casa, Carlos Gaguim (PTN/TO), falou de sua carreira política, defendeu suas propostas, pediu apoio e disse que o presidente da Câmara tem que ser juiz imparcial. "O presidente tem que ser um juiz imparcial. O presidente desta Casa tem que olhar com os olhos da população menos favorecida e tem que olhar também com os olhos do desenvolvimento e da produtividade deste País", afirmou. 

O deputado falou de sua carreira política no Tocantins. "Tenho 25 anos de vida pública. Tive a oportunidade de ser vereador pelo meu Estado por dois mandatos, deputado estadual por três mandatos, duas vezes presidente da Assembleia do meu Estado, sendo que a última tendo os 24 votos como presidente. Tendo ocupado o Governo do Estado, fui candidato a reeleição, perdi por três mil votos. Continuei a luta ali no meu Estado e tive a oportunidade, com os votos do meu Tocantins, dos meus amigos, do povo querido do Tocantins, ser eleito deputado federal", lembrou. 

Gaguim pediu apoio de todos os deputados, em especial da bancada feminina e dos deputados novatos. "O Gaguim precisa de todos os deputados. Quero ir para o segundo turno mas para que o deputado Gaguim vá para o segundo turno, preciso do voto de vocês, não só dos deputados novos. Tem uns candidatos aí que fecharam com as lideranças e esses candidatos já tem muito voto. Dê um votinho no Gaguim! Estou aqui 24 horas com vocês. Preciso representar esse parlamento e pode ter certeza que não vai faltar trabalho, não vai faltar dedicação, não vai faltar empenho para, definitivamente, ajudar a construir esse País", pediu. 

Carlos Gaguim defendeu a inclusão de projetos dos deputados novatos nas votações da Câmara. "Um projeto a cada dois meses ou a cada mês de de um deputado novo aqui nessa Casa. Até hoje estou com quase 70 projetos e não tem um projeto meu votado e eu sou assíduo em todas as comissões", frisou. 

Ainda entre as propostas, Carlos Gaguim defendeu dedicação nas segundas, terças e quartas-feiras, a discussão e votação das matérias. "Tem tantas matérias que é interesse do Brasil, da população, de nossos prefeitos, nossos vereadores e entra aqui, vai discutir partido, vai discutir se um presta ou não presta. O povo não quer ouvir isso, o povo quer solução, agilidade. Tem gente morrendo nos hospitais a cada minuto", enfatizou. 

O deputado manifestou alegria em ter o apoio do seu partido, do PTN. 

Por: Redação

Tags: Carlos Gaguim, Câmara dos Deputados, PTN