Campo

Foto: Divulgação

O Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins) promove nesta terça-feira, 19, uma palestra sobre associativismo para os produtores de mandioca de Figueirópolis, região Sul do Estado.

A palestra integra uma das ações do Governo, por meio dos órgãos parceiros, para fomentar a cadeia produtiva no Tocantins, com foco na produção de farinha junto às associações de produtores.

De acordo com o gerente de Associativismo e Cooperativismo do Ruraltins, Milton Queiroz, a palestra visa esclarecer os trâmites na formação de uma associação. “É uma palestra motivacional onde iremos destacar os caminhos que os produtores devem percorrer e as vantagens de se organizarem”, disse o gerente.

Ainda de acordo com Milton Queiroz, para fomentar a cadeia produtiva da mandioca serão ativadas as casas de farinha do Estado, sendo uma delas, a de Figueirópolis. “Para isso, além da palestra serão desenvolvidas outras atividades como, diagnóstico da infraestrutura, levantamento da situação ambiental das casas de farinhas e das limitações do sistema produtivo local, reunião com produtores, dentre outras”, acrescentou.

Parceiros

A revitalização de casas de farinha e o desenvolvimento da produção da mandioca no Estado são coordenados pela Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura (Seden), em parceria com o Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), Secretaria do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro) e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). Atualmente existem 37 casas de farinha ativas no Estado.

Por: Redação

Tags: Figueirópolis, Milton Queiroz, Ruraltins, campo