Economia

Foto: Divulgação

Pesquisa realizada pelo Instituto Fecomércio e Universidade Federal do Tocantins (UFT) no comércio de rua, shoppings e supermercados de Palmas entre os dias 15 e 18 de agosto, revelou que 58,3% dos empresários perceberam queda nas vendas em relação ao ano passado.

A pesquisa Sondagem de Vendas no Dia dos Pais mostra que, em sua maioria, a queda foi superior a 20%. Esse dado confirma a expectativa de consumo prevista pelo Instituto Fecomércio no início do mês, quando se divulgou que menos da metade dos entrevistados tinham intenção de comprar um presente para os pais. Apenas 9,7% dos lojistas afirmaram que tiveram aumento nas vendas.

Outro ponto onde os palmenses se mostraram cautelosos foi na quantia investida no presente. O valor médio gasto no comércio foi entre R$ 100,01 a R$ 150,00, diferentemente do que era esperado. Na pesquisa que mede a expectativa de consumo, a maioria dos entrevistados revelou que pretendia gastar entre R$ 250,01 a R$ 400,00. Além disso, percebeu-se que a maioria dos entrevistados (35,9%) parcelaram as compras no cartão de crédito.

Os empresários perceberam que os clientes continuam pesquisando antes de efetuar a compra. A frequência de consumidores “dando uma olhadinha” foi de 53,4%.

A pesquisa também constatou que 64,1% dos lojistas não investiram em ações publicitárias e quase 40% não ofereceram promoções para os clientes. “Estamos vivendo um período de recessão, portanto, é normal que haja estabilidade ou queda nos negócios. E é nesse momento que os empresários precisam se mobilizar para conquistar e atrair clientes”, recomenda o presidente do Sistema Fecomércio, Itelvino Pisoni.

A pesquisa de Sondagem de Venda no Dia dos Pais 2016 revelou ainda que 96,1% dos comerciantes não contrataram trabalhadores temporários para a data comemorativa.