Polí­tica

Foto: Isis de Oliveira

Em reunião na manhã desta quarta-feira, 14, na Assembleia Legislativa, secretários de Estado apresentaram aos líderes sindicais e a parlamentares uma proposta de pagamento das datas-base de 2015 e 2016. Os gestores foram participar de uma audiência pública em que se discute reivindicações de servidores públicos em greve.

A proposta consiste em efetivar o pagamento da reposição inflacionária de 2015 em janeiro de 2017. Quanto ao pagamento da data-base de 2016, propõe-se o parcelamento dos 9% devidos em três vezes: 2% em janeiro de 2017, 2% em maio de 2017, e o restante em setembro de 2017.

Para o secretário-geral de Governo e articulação política, Lyvio Luciano, o Executivo não teria condições de realizar o pagamento do reajuste referente a 2016, reivindicado para este ano, pois representa um montante de R$ 23 milhões mensais na folha de pagamento inviável ao Estado, segundo o secretário.

Outra proposta reivindicada pelos sindicatos que deve ser implantada no Executivo é a carga horária de seis horas diárias. Assim, segundo o secretário de Governo, as equipes se revezariam durante todo o dia nos órgãos públicos e a população teria o atendimento ininterrupto.

Participaram da reunião os secretários da Fazenda, Paulo Antenor de Oliveira, do Planejamento e Orçamento, David Torres, da Educação, Juventude e Esportes, Wanessa Zavarese Sechim, de Comunicação Social, Rogério Silva, da Administração, Geferson Oliveira Barros, da Saúde, Marcos Musafir, do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura, Alexandro de Castro, da Infraestrutura, Habitação e Serviços Públicos, Sergio Leão, e o procurador-geral do Estado, Sérgio do Valle

Por: Redação

Tags: Assembleia Legislativa, Lyvio Luciano