Campo

Foto: Fernando Alves Projeto visa a construção de pequenas bacias de captação de água da chuva Projeto visa a construção de pequenas bacias de captação de água da chuva

A Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) concluiu no último final de semana as obras do Projeto Barraginhas no município de Novo Alegre, na região Sudeste do Tocantins e na próxima segunda-feira, dia 3 de outubro, a frente de obras se deslocará para o município de Combinado, para a construção de mais 198 pequenas represas.

Com o objetivo de minimizar a seca na região sudeste do Estado, o Projeto Barraginhas cumpre ainda medidas propostas pela Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, desenvolvido pelas Nações Unidas. O objetivo do programa é a construção de pequenas bacias de captação de água da chuva, evitando erosões e assoreamento de pequenos rios, ajudando, desta forma, no combate à seca da região sudeste do Tocantins.

Depois de Combinado, o projeto atenderá os municípios de Lavandeiras, Aurora do Tocantins e Novo Jardim. De acordo com as previsões do diretor de Planejamento e Gestão dos Recursos Hídricos, Aldo Azevedo, até o final deste ano o projeto deve atender nove municípios, perfazendo um total de 1.780 barraginhas. Até o momento, foram construídas 1.150 de um total de 3.564 pequenas barragens.

Conforme o cronograma de obras, o primeiro município beneficiado foi Taguatinga, onde, devido à grande demanda e à necessidade de atender de forma eficiente os produtores rurais, foram construídas 350 barraginhas, 152 a mais do que o previsto inicialmente, somente nesta cidade. “Fizemos um plano e dentro do previsto as ações estão sendo realizadas sem nenhum obstáculo. Além disso, nossas equipes aumentaram com o apoio do Ruraltins e mais um trator foi adquirido para somar com as outras duas máquinas que tínhamos”, observa o diretor. 

Projeto

O Projeto Barraginhas é uma das metas do Governo do Estado para amenizar a seca da região sudeste ­. Ao todo serão beneficiados 18 municípios, com investimento total de aproximadamente R$ 2 milhões e a construção de 3.564 barraginhas. Os municípios contemplados ficam localizados na parte sudeste do Tocantins, região semiárida de menor índice de precipitação de chuvas no Estado, com 400 milímetros por ano.

Agenda 2030

A Agenda de Desenvolvimento Sustentável Pós-2015, agora chamada Agenda 2030, corresponde a um conjunto de programas, ações e diretrizes que orientarão os trabalhos das Nações Unidas e de seus países membros rumo ao desenvolvimento sustentável.

Concluídas em agosto de 2015, as negociações da Agenda 2030 culminaram em documento ambicioso que propõe 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) e 169 metas correspondentes, frutos do consenso obtido pelos delegados dos Estados-membros da ONU. Os ODS são o cerne da Agenda 2030 e sua implementação ocorrerá no período 2016-2030.