Estado

Foto: Elizeu Oliveira Isabel Auler, reitora da Universidade Federal do Tocantins, afirmou que após a fase dos projetos, o próximo passo será buscar recursos para construção das obras físicas Isabel Auler, reitora da Universidade Federal do Tocantins, afirmou que após a fase dos projetos, o próximo passo será buscar recursos para construção das obras físicas

O governador Marcelo Miranda recebeu na manhã desta terça-feira, 4, em seu gabinete, a reitora da Universidade Federal do Tocantins, Isabel Cristina Auler Pereira. Na ocasião, foi assinado um convênio entre o Governo do Estado e a UFT, com vistas à elaboração de projetos para a implantação do Parque Tecnológico do Tocantins.

Marcelo Miranda disse que é motivo de satisfação celebrar este convênio pela importância da junção de forças com a Universidade. “A Universidade Federal do Tocantins é uma importante parceira nesse processo de implantação do Parque Tecnológico, que certamente será um marco no processo de desenvolvimento do Estado”, ressaltou.

O titular da pasta do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura do Estado, Alexandro de Castro e Silva, ressaltou que o convênio constitui mais uma etapa do projeto que visa à construção e implantação do Parque Tecnológico do Tocantins, em Palmas, que vai atender todas as universidades, além da comunidade acadêmica e empresarial. “Será um local onde a tecnologia e os projetos que envolvem inovações poderão ser desenvolvidos e terão um lugar específico, com equipamentos e recursos humanos aptos a promover o desenvolvimento”, explicou.

Izabel Auler ressaltou que a assinatura do convênio foi um grande passo para a elaboração dos projetos técnicos e executivos do Parque. “Concluída esta fase, o próximo passo será buscar os recursos para construção das obras físicas”, pontuou a reitora.

O convênio firmado prevê o repasse pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura (Seden), de recursos da ordem de R$ 260 mil à instituição.

O Parque

O Parque Tecnológico do Tocantins é uma composição de espaço físico, aliado a uma concepção técnica, científica e inovadora para que as empresas, a partir do potencial do Estado, possam desenvolver pesquisas, inovar produtos e agregar valores. Tem a missão de fazer uma relação direta entre empresa, centro de pesquisa e universidade, de forma a agregar valor aos produtos.

O Parque será implantado em uma área próxima à UFT e ao novo prédio da Fundação Universidade do Tocantins (Unitins). A área é integrada também ao setor empresarial, visto que está localizada no anel viário que liga a ponte Palmas/Paraíso à TO-080, rodovia que dá acesso a dois dos distritos industriais de Palmas: o Tocantins I – ASRNE 55 e o Tocantins II – ASRNE 65.

Além dos secretários do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura, Alexandro de Castro e Silva, e da Casa Civil, Télio Aires, participaram da reunião o pró-reitor de Planejamento e Avaliação da UFT, Eduardo Lemos, a diretora de Inovação Tecnológica da UFT, Gláucia Vieira, e a coordenadora de Projetos do Parque Tecnológico, Solange Sagio.