Polí­tica

Foto: Divulgação

“Não dá mais para brincar com o dinheiro do povo. O gestor público tem que saber, primeiro, quanto recebe, quanto gasta, e, acima de tudo, respeitar o dinheiro do contribuinte.” O alerta foi feito pelo presidente do PSDB/TO, senador Ataídes Oliveira, em pronunciamento no Plenário do Senado Federal nessa terça-feira (4).

Ataídes destacou que o grande problema do Brasil não é só a corrupção, mas a má gestão. Passadas as eleições municipais, “chegou a hora da verdade”, salientou. Os prefeitos precisam administrar receitas e despesas com competência e com transparência, cobrou ele, lembrando que os brasileiros já não aceitam mais a corrupção e a irresponsabilidade que marcaram a era PT.

Reforma política

O parlamentar aproveitou para defender o fim da reeleição e a aprovação da proposta de emenda constitucional 36/2016, que veda as coligações nas eleições proporcionais, torna mais rigoroso o instituto de fidelidade partidária e cria cláusula de barreira para frear a proliferação de partidos políticos.

“É impossível garantir uma governabilidade mais estável e racionalizar o processo legislativo com tantas legendas. Hoje existem 35 partidos no Brasil, 28 deles com representação no Congresso”, ponderou.