Polí­cia

Foto: Divulgação

A Secretaria Estadual de Cidadania e Justiça (Seciju) confirmou que houve na manhã de hoje, 14 de outubro, princípio de incêndio por voltar das 9 horas, na Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP). Segundo a Secretaria, não tratou-se de rebelião. 

De acordo com a Seciju, presos atearam fogo em cerca de 30 colchões no corredor do Pavilhão B, que rapidamente foi contido pelos agentes penitenciários da unidade.

Informações extraoficiais dão conta que os presos estão inconformados com o tratamento diferenciado dado aos presos temporários pela Operação Ápia, entre eles o ex-governador Sandoval Cardoso (SD). Sandoval está recolhido desde ontem à noite na CPPP e estaria em sala especial, com ar-condicionado. 

A Operação Ápia investiga fraudes em contratos de terraplanagem e pavimentação asfáltica em 29 rodovias estaduais e pavimentação asfáltica nos 139 municípios do Estado.