Cursos & Concursos

Foto: Divulgação

O edital para o concurso público da Câmara de Palmas deve ser lançado até o final deste ano de 2016, de acordo com informações repassadas ao Conexão Tocantins na manhã desta quinta-feira, 27, pelo presidente da Casa, Rogério Freitas (PMDB) e pelo vereador Professor Júnior Geo (PROS). 

De acordo com Freitas, o certame não tomou mais celeridade devido as eleições 2016. "O edital ainda será lançado este ano e isso não foi feito anteriormente porque seria interpretado por muitos como uma medida político eleitoreira e não era essa a nossa intenção. Agora que passou estamos tranquilos. O esforço de guerra que estamos fazendo é para que ele seja lançado esse ano", afirmou. 

Ainda de acordo com o presidente Rogério Freitas, o vereador Iratã Abreu (PSD) sugeriu ontem, 26, parceria com a Comissão Permanente de Seleção (Copese), da Universidade Federal do Tocantins (UFT) para auxílio no concurso. "De tentarmos fazer uma parceria com a UFT para a UFT nos auxiliar no sentido de nós fazermos as considerações necessárias no plano de cargos e carreiras existentes na Câmara municipal que entendemos ser preciso fazer algumas alterações e isso não será feito de qualquer forma. Precisamos de uma opinião técnica e acreditamos que na Universidade Federal do Tocantins nós conseguiremos o apoio necessário para fazer as mudanças para que a gente consiga com esse novo concurso honrar com os compromissos da Câmara municipal", disse Freitas. 

Rogério Freitas frisou que o concurso da Câmara de Palmas será realizado porque a Casa entendeu ser importante. "O concurso público será feito porque a Câmara municipal, porque essa legislatura entendeu ser importante mas diferente de muito que foi noticiado dizendo que a Câmara municipal tinha 550 servidores com 30 efetivos são informações um pouco distorcidas. Nós não temos 30 efetivos, temos 51. Dos 550 cargos, naquele momento 400 cargos eram cargos de livre nomeação", informou. 

O vereador professor Júnior Geo (PROS) é membro de comissão formada para realizar estudo para a realização do concurso. Ao Conexão Tocantins, Geo disse que serão de 40 a 60 vagas ofertadas. "Nós fizemos um levantamento do quantitativo de cargos e estamos em dúvida ainda em relação a alguns cargos se serão terceirizados ou se serão colocados para concurso que envolve aí segurança e auxiliar de serviço geral. Então a quantidade de vagas deve ficar, se forem terceirizados pouco mais de 40 cargos e se não forem terceirizados deve superar 60 vagas", informou. 

Ainda de acordo com o vereador Júnior Geo, se houver dispensa de licitação, o certame terá mais celeridade. Segundo ele, o consenso da comissão é que a Copese realize o processo seletivo em função da idoneidade e credibilidade que a Copese e a UFT tem no Estado. "Tentei entrar em contato ontem (com a Copese) mas não consegui e hoje pretendemos fazer isso, entrar em contato com eles para ter uma conversa prévia e com o jurídico também para a gente tentar fazer com que ocorra levantamento num convênio com a UFT para que faça o levantamento do quantitativo de vagas e qual seria o plano de carreiras para os possíveis servidores que vão ingressar na Câmara Municipal de Palmas. O segundo fator em relação a Copese se ela consegue desenvolver esse edital a ponto de ser lançado ainda no ano de 2016", explicou.