Educação

Foto: Elias oliveira Professora Eliana com o aluno Pedro Henrique Professora Eliana com o aluno Pedro Henrique

Mais oito tocantinenses irão participar da etapa regional da 5ª edição da Olimpíada Nacional de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro. Desta vez, o encontro será com a equipe de crônicas, no período de 8 a 11 de novembro, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul.

Foram selecionados para participar da etapa presencial da Olimpíada o estudante Pedro Henrique Marinho Nunes, 15 anos, da Escola Estadual Madre Belém, que estará acompanhado da professora Eliana Brito Soares Gouveia; o estudante Samuel dos Santos Silva e a diretora Cíntia Kícila Barbosa Silva, do Colégio Estadual Joaquina Maria da Silva, de Esperantina; a estudante Thalita Batista dos Santos e a professora Rosana Ribeiro dos Santos, de Taipas do Tocantins; e a aluna Ravylla Nayara da Silva, do Colégio Estadual de Lavandeira.

A diretora Cíntia explicou que ter a participação de um aluno na etapa regional representa o resultado do esforço e dedicação da equipe pedagógica. “É uma satisfação ter um aluno nosso participando da etapa regional. Essa premiação é muito significativa, porque é um concurso muito disputado. É o resultado da dedicação dos educadores no processo de ensino e aprendizagem”, frisou.

O estudante Samuel terá uma participação especial, ele tocará violino durante a apresentação cultural. Samuel participa com a crônica “Correspondência”. Pedro Henrique abordou na sua criação “A louca do ônibus”, uma experiência vivenciada no transporte coletivo. Thalita escreveu o trabalho “Confusão na estrada”, que retrata fatos ocorridos no percurso entre as cidades de Taguatinga e Taipas. E a estudante de Lavandeira, Ravylla, abordou o tema “A mulher, o vestido, decepção e fama”. 

A professora Rosana, de Taipas, contou que trabalha com os seus alunos os temas da Olimpíada de Língua Portuguesa desde 2008. “E ao longo desses anos, fomos adquirindo experiência. Agora veio o reconhecimento pelo nosso trabalho e estamos felizes e ansiosas em participar desse momento enriquecedor para a nossa vida”, ressaltou.

A professora Eliana explicou que no início do ano letivo tinha colocado como meta trabalhar para conseguir resultados na Olimpíada de Língua Portuguesa. “Faltam cinco anos para me aposentar e fiz esse propósito de deixar o meu nome registrado na Olimpíada. Estamos todos felizes por ter conseguido”, contou.

Já o estudante Pedro Henrique, de Palmas, esclareceu que à medida que o seu trabalho ia se classificando ele se interessava mais pela leitura, pela crônica e a observar mais o ambiente e os lugares por onde anda. “Fiquei surpreso por vencer cada etapa. Tive o apoio de toda a família e os meus pais estão muito orgulhosos de mim”, comentou.

Nessa etapa presencial de Crônicas, 125 alunos irão celebrar as conquistas individuais e coletivas, trocar experiências e participar de oficinas sobre o gênero literário e de atividades culturais.